Santos

Brasileiros beatificados: conheça os 13 beatos reconhecidos pela Igreja

brasileiros beatificadosbrasileiros beatificados

Com sua grande maioria católica, o Brasil possui atualmente 13 brasileiros beatificados. Ou, mais especificamente, 13 pessoas que viveram e atuaram no Brasil a caminho da santidade.

Antes de qualquer coisa, é preciso entender que a beatificação não assegura que a pessoa vai se tornar santa. Na verdade, se trata de um estágio em que há muito debate e pesquisa sobre toda a vida e morte do indivíduo que pode, ou não, ter realizado milagres.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Conheça os santos brasileiros mais famosos.

Como funciona a beatificação

O processo até que alguém se torne beato é longo. Uma pessoa que recebe esse título é oficialmente considerada pela Igreja como um modelo a ser seguido. Antes de se tornar beato, a pessoa é declarada como venerável. A partir daí, acontece uma minuciosa pesquisa.

Para se tornar beato, é preciso ter realizado um milagre comprovado e reconhecido pela Igreja Católica. No entanto, no caso de mártires que deram sua vida pela fé, esse processo não é necessário. Já para ser canonizada como santa, além de ter passado pela beatificação, a pessoa precisa ainda ter um novo milagre reconhecido.

Quem são os brasileiros beatificados

Dos treze brasileiros beatificados que atuaram no país, apenas seis nasceram aqui. O importante é que fizeram a diferença. Confira quem são eles:

Lindalva Justo de Oliveira

Nascida no Rio Grande do Norte, foi beatificada em 2007. Sempre disposta a ajudar crianças, idosos e pobres, Lindalva se juntou às Irmãs da Caridade, na cidade de Natal, em 1988. Já freira, começou a atuar na Bahia, cuidando de idosos. Foi lá que um interno de 46 anos – que sequer poderia estar no local – a assediou e, com suas recusas, a assassinou no ano de 1993. Foi assim que Lindalva Justo de Oliveira se tornou, inicialmente, uma mártir.

Albertina Berkenbrock

Catarinense, Albertina foi morta aos doze anos, após uma tentativa de estupro, em 1931. Após a tragédia, seu túmulo virou local de peregrinação. Foi declarada beata em 2007.

Mariano de la Mata

Mais lembrado como Padre Mariano, nasceu na Espanha, tendo vindo ao Brasil logo após sua ordenação. Vítima de um câncer no estômago, realizou um milagre com uma criança atropelada, em 1996. O menino ficou sem qualquer sequela, o que é considerado impossível pelos médicos. Foi beatificado em 2006.

Padre Eustáquio van Lieshout

Vindo da Holanda, Padre Eustáquio chegou ao Brasil como missionário em 1925, ficando em Minas Gerais. Era procurado para bençãos e curas ainda em vida. Seu milagre aconteceu em 1997, quando curou o câncer de um devoto. A beatificação veio anos depois, em 2006.

Bárbara Maix

Natural da Áustria, fundou a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. Dedicada a acolher os mais necessitados, chegou ao Brasil em 1848. Por aqui, cuidou de muitas crianças abandonadas, com destaque para seu trabalho como educadora. Seu milagre aconteceu no Rio Grande do Sul, ao curar uma criança com queimaduras. Recebeu a beatificação em 2010.

Adílio Da Ronche e Manuel Gómez González

Nascido na Itália, Adílio veio ao Brasil em 1875. Gostava de ajudar a igreja como coroinha. Já Manuel era espanhol, tendo atuado como padre na região do Rio Grande. Tanto ele quanto Adílio foram mortos de maneira cruel durante a visita a uma igreja, se tornando mártires. Foram beatificados em 2007.

Dia de Todos os Santos: conheça a história e a data da celebração.

Inácio de Azevedo

Um dos mártires mais antigos da lista, foi beatificado em 1854. Ele e 39 companheiros foram assassinados em uma missão de evangelização.

Irmã Dulce

Dentre os brasileiros beatificados, é a mais famosa. Conhecida também como “anjo bom da Bahia”, é considerada uma das ativistas humanitárias mais importantes do Brasil. Dedicada a muitas obras de caridade, foi beatificada em 2011. Seu milagre comprovado aconteceu com uma jovem mulher que sobreviveu a uma hemorragia no parto, em Sergipe.

Nhá Chica

Filha e neta de escravos, era muito devota a Nossa Senhora da Conceição. Foi celebrada por sua possível santidade ainda em vida. Foi beatificada em 2013, após a comprovação do milagre da cura de uma doença cardíaca muito grave.

Assunta Marchetti

Assunta nasceu na Itália e veio ao Brasil em 1895. É cofundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo – Scalabrinianas. Cuidava de doentes e órfãos, e seu milagre foi reconhecido em 2012, embora tenha se tornado beata apenas em 2014.

Padre Victor

O mineiro Francisco de Paula Victor, o Padre Victor, criou a escola Sagrada Família. Sempre dedicado a cuidar dos mais pobres, faleceu em 1905. Durante 3 dias de velório, seu corpo exalava o perfume de rosas. Seu milagre foi a cura de um jovem doente, reconhecido em 2015.

Padre João Schavio

Da Itália, João Schavio desejava ser padre desde que era criança. No Brasil, chegou em 1931 e se dedicava às vocações. Seu milagre comprovado aconteceu em 1996, tendo sido beatificado em 2017.

Atualmente, existem mais de 90 processos de beatificação no Brasil. Nomes como Padre Léo, criador de Bethânia, do promotor Marcelo Camara, e do surfista Guido seguem na lista de possíveis brasileiros beatificados.

Os principais Santos Católicos: confira a lista dos 10 santos.

COMPARTILHE