Religião Católica

Casamento religioso: descubra tudo sobre o matrimônio

Casamento religiosoCasamento religioso

O casamento religioso é um sonho para muitos casais. O vestido branco, a celebração junto aos amigos, as flores enfeitando o local da cerimônia e as presenças de madrinhas e padrinhos pra lá de especiais são alguns dos desejos dos noivos para festejar a união diante de Deus.

Até mesmo o arremesso do buquê de flores, após o fim da cerimônia, não pode faltar. Afinal, sempre há uma amiga da noiva desesperada para também ter um casamento religioso.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Mas é preciso entender que, para Deus, todos os adereços que envolvem um casamento religioso são totalmente dispensáveis. Não importa o preço do vestido da noiva, a marca da camisa do noivo, a quantidade de enfeites na igreja. O que vale é o amor, o respeito, a cumplicidade e a bênção de Jesus Cristo à união do casal.

O que é um casamento religioso?

Depois da paquera, do namoro, do noivado, o casal encontra o momento de juntar as escovas. Uma das formas de oficializar a relação é com o casamento religioso, sob a proteção e bênção de Deus.

O casamento religioso é uma das tradições humanas mais disseminadas em todo o mundo. Estabelece uma união em que os envolvidos têm como propósito a vida em conjunto. Essa escolha envolve compartilhar interesses, atividades e responsabilidades.

Nos tempos atuais, é muito comum o casamento religioso ocorrer em consequência do amor, respeito e carinho entre as partes. Mas, antigamente, o ato era uma ferramenta para estabelecer alianças e construir relações diplomáticas.

A partir de 1140, o casamento religioso passou a ser consentido com o Decreto de Graciano. O texto estabelece regras de conduta e normatiza costumes da Igreja Católica. Essa manifestação voluntária em relação à vontade de unir-se em matrimônio passou a ser condição para que o casamento fosse realizado.

Como é um casamento religioso?

A Igreja Católica admite o casamento religioso de duas formas: com ou sem missa. Caso a escolha dos noivos seja com o ato litúrgico, a cerimônia prevê todos os ritos, inclusive a distribuição da eucaristia aos noivos, pais e padrinhos.
O casamento religioso consiste basicamente na presença dos noivos, do líder religioso, dos padrinhos, das madrinhas e dos convidados. A cerimônia ocorre na igreja escolhida pelo casal.

O roteiro de um casamento religioso começa com a chegada dos convidados. Depois, entram o pai do noivo e a mãe da noiva pelo corredor central, ou mesmo os pais do casal – isso vai depender da escolha do futuro marido e esposa. Em seguida é a vez dos padrinhos e das madrinhas.

Por fim, o noivo entra pelo corredor central com a sua mãe, ou outra pessoa escolhida, e se posiciona no altar. Com o início da marcha nupcial, a porta da igreja se abre e a noiva inicia a caminhada ao lado do pai ou de alguém importante em sua vida.

O celebrante acolhe os noivos, inicia a liturgia da palavra e confirma junto ao casal o desejo de ambos em contrair o matrimônio seguido do tradicional diálogo do “sim”. Depois, é feita a bênção e a troca das alianças até o tão esperado beijo. Nesse momento, eles são declarados marido e mulher.

Documentos necessários para casar

Deu vontade de se casar na igreja? Então saiba que existe uma série de normas e obrigações a serem seguidas até o momento do beijo no altar.

Primeiramente, é bom esclarecer um ponto. O registro civil do casamento religioso segue os mesmos procedimentos exigidos para o casamento civil.

No cartório, a cerimônia é conduzida por um juiz. Já o casamento religioso é sempre presidido pela autoridade religiosa. Em ambos os casos, o ato deve ser realizado de forma pública, a portas abertas durante toda a sua realização.
Antes de pensar no vestido, na decoração da igreja, na lista de convidados, é preciso tomar uma decisão. Os noivos precisam escolher entre realizar a cerimônia no civil antes, durante ou após o casamento religioso.

O casal que optar pelo casamento religioso com efeito civil, o procedimento pede os seguintes passos:

  • No cartório, agendar a retirada da habilitação de casamento. Isso deve ser feito entre 30 e 60 dias de antecedência em relação à data da celebração. É necessário retirar o documento com duas testemunhas na data marcada.
  • Depois do casamento, retirar na igreja o termo de celebração de casamento com efeito civil.
  • Reconhecer firma do termo em cartório que possuam firma aberta.
  • Encaminhar o termo para o cartório onde o casal deu entrada no processo de habilitação para trocá-lo pela certidão de casamento. O prazo é de 90 dias após a celebração religiosa.

Há também a possibilidade de realizar cada ato separadamente. Para isso, é preciso comparecer no cartório, depois da celebração no religioso, com duas testemunhas munidas de documento de identificação.

Também é necessário levar o Requerimento de Religioso e Termo Religioso com efeito civil e solicitar a entrada para o casamento no cartório. Não havendo impedimento, o cartório registrará o casamento e a certidão ficará pronta no prazo de 16 dias. A data do casamento continuará sendo o dia da celebração religiosa.

Quantos padrinhos são permitidos?

A escolha dos padrinhos e das madrinhas não é uma tarefa tão fácil. Muitos noivos precisam negociar nomes e fazer uma pente-fino na lista para satisfazer ambos os lados durante o casamento religioso.

Oficialmente, tanto em casamentos no cartório quanto na igreja são necessárias apenas duas testemunhas. Elas são consideradas os padrinhos.

O mínimo de duas pessoas é o obrigatório e ter mais do que isso fica a critério dos noivos. Já a etiqueta limita o número de casais a cinco.

É preciso ser batizado para se casar na igreja?

É preciso ser batizado para casar na igreja

Chegou a hora de acertar a papelada para o casamento religioso e um dos noivos não é batizado na Igreja Católica. Daí surge a pergunta: o matrimônio pode ocorrer?

Caso um dos noivos seja de outra religião, ele não está obrigado a ser batizado para que possa realizar a união pela Igreja Católica. Neste caso é necessária uma autorização especial para casamentos “mistos” ou de “diferentes cultos“.

Leia mais sobre batizado.

Casamento religioso é pago?

Se a sua ideia é fazer um casamento religioso, prepare o bolso. Os gastos não se resumem à decoração, ao vestido ou à contratação de músicos. Para a cerimônia ser celebrada, saiba que as igrejas cobram dos noivos uma taxa.

O valor não é fixo. Depende da igreja. Caso a celebração seja feita em um local não pertencente à paróquia dos noivos, será cobrada uma taxa extra.

Para a realização de um casamento religioso, algumas igrejas oferecem um pacote de serviços. A lista inclui, geralmente, músicos e decoração.

A igreja permite casamento homoafetivo?

A Igreja Católica Apostólica Romana é contrária à união homoafetiva religiosa. Por uma questão de doutrina e teológica, os casamentos são celebrados somente entre homem e mulher.

Portanto, aqui no Brasil, os clérigos da Igreja Católica Apostólica Romana não são autorizados a celebrar um casamento entre pessoas do mesmo sexo. Em 2016 foi publicada a exortação apostólica do papa Francisco “Amoris laetitia” (“Alegria do amor”), que oferece as linhas da doutrina católica seguida por dioceses do mundo inteiro.

No texto, Francisco pede respeito aos homossexuais, mas diz que o casamento entre pessoas do mesmo sexo “não está no desenho de Deus“. “Ninguém pode pensar que enfraquecer a família como sociedade natural fundada sobre o matrimônio seja algo bom para a sociedade. Acontece o contrário: prejudica o amadurecimento das pessoas, a cura dos valores comunitários e o desenvolvimento ético das cidades e das vilas. As uniões de fato entre pessoas do mesmo sexo, por exemplo, não podem ser equiparadas simplificadamente ao matrimônio. Nenhuma união precária ou fechada à transmissão da vida garante o futuro da sociedade“, diz o texto.

Frases para casamento

Não deixe de conferir nosso artigo de frases religiosas para casamento, seja para os noivos, padrinhos e familiares.

COMPARTILHE