Religião Católica

Confissão: porque e como devemos nos confessar perante Deus

Fazer confissão

Fazer Confissão é nada mais que um momento de reconciliação com Deus. É um sacramento vivido em nome do perdão e que consiste na entrega de erros e falhas cometidas, percebidas apenas após um exame de consciência e de atitude.

Deus quer nos dar este perdão, livrar nosso coração da angustia do pecado e de qualquer outro medo que tenhamos ao nos aproximarmos de sua graça, mas, para isso, precisamos estar de coração aberto.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

A confissão é um grande passo para a aproximação com Deus!

O que é a confissão?

A confissão pode ser vista também como um momento de fidelidade entre amigos, neste caso, você e Deus, uma amizade verdadeira e para o resto da vida. A confissão é a situação onde acontece a reconciliação entre o fiel e Deus, sendo assim, um bispo ou padre representa a imagem de Cristo, e escuta as confissões de quem deseja compartilha-las.

Após esta confissão, o religioso tem a missão de encaminhar o cristão da melhor forma possível, levando a ele uma compreensão sobre as dificuldades que acabara de confessar, e explicando os motivos para seguir a diante sem repeti-las.

Estas confissões, normalmente, são os pecados que nos afastam de Cristo.

Por que devemos fazer confissão?

Sendo a confissão um momento de entrega e total vulnerabilidade, ela serve para limparmos o coração cheio de vícios, pensamentos e atitudes mundanas. Seja consigo mesmo ou com o próximo.

A confissão é um exercício de libertação. Admitir as pedras que insistem em existir em nossos caminhos, nos afastando dos desígnios de Deus, é um ato de grandeza. Reconhece-se então que algo está fora dos trilhos e precisa tomar novos rumos, para encontrar a luz divina novamente.

O ato de se confessar colabora para que a vida seja mais leve, para que nos conectemos melhor com a mensagem divina.

Deus me perdoará?
Deus me perdoará 

Uma vez que Deus é amor, ele simplesmente aguarda que nós reconheçamos nossos erros, que tenhamos um arrependimento real e sincero por tê-los cometido, e aí então recebermos nossa penitência como forma de lembrete para não mais voltarmos ao erro anterior.

O perdão de Deus é sagrado e é considerado um dom do Espírito Santo. O filho que se mostra realmente arrependido, disposto a transformar sua vida e coração, recebe o acalanto do pai, que concede mais uma chance para vencermos o que quer que seja. Jamais nos abandonará!

7 Pecados capitais

A Bíblia não traz passagens que falam exatamente sobre quais são os piores ou menores pecados, os atos não são medidos por Deus desta forma.

Mas, os pecados capitais, instituídos no século 6, são recorrentes em passagens e histórias bíblicas, que mostram o quanto atitudes e gestos mudaram o caminho dos protagonistas das histórias relatadas.

O momento de confissão, certamente, conta com as mais variadas formas destes pecados que você confere agora:

1 – A Gula

A gula consiste em um desejo que não cessa, normalmente por comida ou bebida, fazendo com que o indivíduo passe dos limites, e na verdade, nem os reconheça. Este pecado pode estar relacionado a um comportamento egoísta, de alguém que quer tudo para si mesmo, sem dividir ou compartilhar com ninguém.

2 – A Avareza

O incansável apego e descontrole pelo o que é material marca a característica principal do pecado da avareza. Seja ela por dinheiro ou por objetos, este comportamento deixa tudo de lado, inclusive Deus. É o desejo de posse que não possui medidas, e nem liga para as consequências.

3 – A Luxúria

Este pecado consiste no desejo incansável pelo que se entende como prazer sensual. É o ato de ser permissivo com qualquer paixão que surja, liberando-a para ser arrebatadora, como se nada mais existisse. Dominação desmedida de sentimentos, e a sexualidade como foco de ação constante.

4 – A Ira

Este pecado, conhecido por muitos, dá nome para o sentimento de ódio, e alimenta um comportamento rancoroso, de vingança, beirando a maldade sem limites.

O homem que permite que a ira se instale em seu coração, afeta não só aos outros, como a si mesmo. É o exercício de cultivador o ódio constantemente.

5 – A Inveja

Esta aqui é bem conhecida, talvez o pecado mais popular entre todos. A inveja é um desejo em exagero pelo o que quer que seja do outro. É a cobiça pelo o que pertence ao próximo, a conquista dele, por mérito dele.

O comportamento invejoso alimenta um sentimento de que a grama do outro é sempre mais verde, fazendo com que você não se preocupe de maneira suficiente com a sua, e seu próprio jardim perca toda beleza por conta do seu descuido.

6 – A Preguiça

Que ela fique bem de lado, pois a preguiça é apontada como um pecado e característica de alguém que age com descaso, moleza e falta de interesse. Pode até vir de alguma ordem patológica, mas quando alimentada e vivida num determinado ritmo, pode atrapalhar todo e qualquer processo. O ócio que não produz!

7 – A Orgulho ou Vaidade

O orgulho mescla-se com a vaidade no que toca ao fato de que alguém sempre acredita que o seu seja ou deva ser considerado o melhor, seja em qual cenário for. Também compreendida como soberba, a vaidade em excesso cega o cristão, e o desvia dos caminhos de Deus, que prezam em especial pela humildade.

Leia mais sobre os 7 pecados capitais.

Exame de consciência

A percepção de que estamos pecando pode vir apenas quando paramos para analisar nossas atitudes, gestos e comportamentos com nós mesmos e com o próximo. O ritmo automático do dia-a-dia, e a correria do mundo, podem tornar alguns pecados imperceptíveis, mas estar em vigia de si mesmo é um grande aprendizado.

A confissão pode funcionar como um momento onde permitimos a nós mesmos visitarmos os erros e falhas que cometemos, dando-nos a possibilidade de consertamos o que precisa ser consertado, e reavaliarmos nossa conduta, nos fortalecendo e fazendo com que nos tornemos pessoas ainda melhores, cada dia mais.

COMPARTILHE