Santos

Curiosidades sobre São Jorge: conheça as mais inusitadas

curiosidades sobre sao jorge

Rodeado por lendas, milagres e muita devoção, São Jorge é um dos santos cuja trajetória mais inspira fiéis ao redor do mundo. Descubra algumas das principais curiosidades sobre São Jorge, protetor dos soldados e padroeiro de cidades como Londres e Barcelona.

Quem foi São Jorge?

São Jorge nasceu por volta do ano 275 d.C., na região da Capadócia, onde hoje está localizada a Turquia. Filho de um soldado romano com uma jovem da palestina, mudou-se ainda na infância para Jerusalém, após seu pai morrer em uma batalha. Segundo as tradições católicas, sua mãe teria sido uma mulher instruída e com muitas posses e, mesmo viúva, conseguiu dar para São Jorge uma educação diferenciada para os padrões da época.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Guerreiro desde berço

Apesar da boa índole, durante a adolescência, São Jorge era conhecido por ter um temperamento naturalmente combativo, principalmente quando se deparava com atos de injustiça e crueldade. Essa mistura de sentimentos fez com que o garoto seguisse os estudos militares, ingressando no exército Romano.

Graças a sua educação, não demorou muito para que o jovem se destacasse entre os demais soldados, de modo que, com apenas 23 anos, passou a fazer parte do alto escalão do Imperador Diocleciano e foi designado para atuar como Tribuno Militar, uma espécie de juiz da época, na região da Nicomédia, também na Turquia.

Conheça mais sobre a história de São Jorge.

Curiosidades sobre São Jorge

Conheça algumas curiosidades sobre o santo:

Convertido na idade adulta

Uma das primeiras curiosidades sobre são Jorge é que apesar de ter sido educado pelos preceitos do judaísmo, com forte influência do cristianismo por parte de sua mãe, ele não se converteu até a chegada da idade adulta.

O encontro com Cristo veio após o falecimento de sua mãe, quando São Jorge foi designado para um novo cargo na corte do imperador, em Roma. Na capital do império pode, de fato, presenciar as crueldades com que os romanos tratavam os cristãos. O sofrimento e a dor daqueles que comungavam da mesma fé que sua mãe tocaram o coração de Jorge e fizeram com que o jovem tivesse sua primeira experiência com Cristo.

Tocado pelo amor de Deus, decidiu doar todos os seus bens aos pobres e passou a proteger os cristãos. Na mesma época, o imperador Diocleciano decidiu tornar as leis contra a pregação do evangelho mais rígidas em Roma e propôs ao império uma Lei que permitisse a eliminação dos Cristãos.

Cargo público

Jorge, que também fazia parte do Senado, levantou-se na tribuna e declarou voto contra o imperador. O jovem ainda aproveitou para pregar o evangelho para todos os políticos, pedindo para que aceitassem a Jesus como salvador. Chocada, a multidão perguntou o porquê destas atitudes? E São Jorge respondeu:

A Verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e Nele confiando me pus no meio de vós para dar testemunho da Verdade.

Furioso, Diocleciano considerou as palavras de Jorge como traição. Na tentativa de fazer com que o santo desistisse da fé cristã, mandou que prendessem e torturassem o rapaz. No entanto, quanto mais os soldados torturavam, mais São Jorge resistia e professava a fé em Cristo.

Ao observar a resistência de São Jorge, muitos romanos se comoveram com sua fé e se tornaram cristãos. Inclusive, a própria mulher do Imperador.

Por fim, Diocleciano, vendo que não conseguiria dissuadir Jorge de sua fé, mandou que ele fosse degolado no dia 23 de abril de 303.

Mártir Católico

Vendo o sacrifício de São Jorge pela fé, os cristãos do império decidiram recolher seus retos mortais, transformando-os em relíquias. Isto porque, para os católicos, todo aquele que morre por causa da fé em Jesus Cristo, se torna santo.

Anos depois, com a conversão do Imperador Constantino e a liberação do Cristianismo em Roma, o imperador ordenou que os restos mortais de São Jorge fossem transportados para a sua cidade natal, Dióspolis, onde o sepultaram e construíram um oratório em sua homenagem.

De acordo com historiadores católicos, por volta do século V, já existiam cerca de cinco igrejas dedicadas a São Jorge na capital do império Romano do Oriente, chamada Constantinopla. Mais tarde, no vizinho país do Egito, foram construídas quatro igrejas e mais quarenta conventos dedicados a São Jorge. São Jorge passou a ser venerado como sendo dos maiores santos da Igreja Católica em várias regiões como na Armênia, em Bizâncio e no Estreito de Bósforo, na Grécia.

A batalha contra o Dragão

Existe muitas lendas e curiosidades sobre São Jorge. Uma das mais conhecidas é a de que enquanto atuou como comandante de Roma, o santo teria batalhado contra um Dragão.

Este mito teria acontecido na região de Salone, na Líbia, norte da África. Habitantes locais diziam que lá havia uma enorme besta com asas que devorava pessoas como cordeiros. Seu hálito era tão terrível que poderia derreter qualquer um que chegasse perto. Como forma de proteção, os habitantes da região deveriam ofertar animais em troca de suas vidas para o Dragão e, quando os animais acabaram, passaram a oferecer os próprios filhos.

Assim, ao ficar sabendo da história, São Jorge decidiu enfrentar a besta, colocando um fim na maldição que maculava Salone. Ele montou seu cavalo branco e partiu para a batalha com a condição de que, caso vencesse, todos os habitantes se converteriam ao cristianismo.

O santo e a fera teriam batalhado por muitos dias, até que após muita oração, São Jorge teria acertado a cabeça do oponente com a lendária espada de Ascalon. A lâmina cravou na asa da fera, que caiu sem vida. Em seguida, o santo a amarrou o corpo em seu cavalo e o levou até a cidade. Vendo o milagre que o santo havia feito, todos se prostraram, tornando-se cristãos.

Conheça algumas das mais famosas igrejas de São Jorge.

Explicação racional para a besta

De acordo com os teólogos contemporâneos, São Jorge jamais enfrentou um Dragão. A lenda, na verdade, se trata de uma metalinguagem para expressar que o santo libertou os habitantes da região de uma possível idolatria. Assim, o dragão supostamente seria algum líder ou culto herege que dominava os habitantes de Salone.

Apesar desta explicação racional, a figura de um Santo Guerreiro em cima e um cavalo branco que fere uma besta é uma das imagens mais comuns e atreladas ao mártir católico.

Outras curiosidades sobre São Jorge

São Jorge é um santo muito querido no Brasil. Inclusive, é considerado o padroeiro de um dos maiores times de futebol do país: o Corinthians.

Depois de adquirir o campo do Parque São Jorge, em 1926, o Corinthians adotou o santo como seu padroeiro. Existe até uma capela em sua homenagem dentro da sede do time. Também é muito comum que tanto a torcida quanto a equipe proclamem sua oração antes dos jogos.

outras curiosidades sobre sao jorge

São Jorge é um dos 14 santos auxiliadores

Outra curiosidade sobre São Jorge é que ele é um dos quatorze santos auxiliadores. Esses são santos que, segundo a crença Católica, podem ser invocados pelos cristãos em caso de necessidades especiais. Geralmente, para se curar doenças ou conquistar alguma causa específica. Assim, São Jorge, cujo dia é 23 de abril, seria o santo que os católicos devem recorrer quando pedem pela saúde dos animais domésticos.

Oração de São Jorge

Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem ao meu corpo chegar, cordas e correntes se quebrem sem ao meu corpo, amarrar.

São Jorge, cavaleiro corajoso, intrépido e vencedor; abre os meus caminhos. ajuda-me a conseguir um bom emprego; fazei com que eu seja bem visto por todos: superiores, colegas e subordinados. Que a paz, o amor e a harmonia estejam sempre presentes no meu coração , no meu lar e no meu serviço; vela por mim e pelos meus , protegendo-nos sempre , abrindo e iluminando os nossos caminhos , ajudando-nos também a transmitirmos paz, amor e harmonia a todos que nos cercam.
Amém.

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai.

 

Leia também outras orações de São Jorge.

COMPARTILHE