Religião Católica

Folia de Reis: Conheça a antiga tradição religiosa

Folia de Reis

A Folia de Reis, também conhecida como Reisado ou Festa de Santos Reis, é uma festa popular religiosa que acontece entre o Natal, 25 de dezembro, e o Dia de Reis, 06 de janeiro. Com o passar dos anos, a celebração ganhou aspectos folclóricos, adaptando-se à cada região onde ocorre.

A origem da Folia de Reis

A Folia de Reis surgiu na passagem bíblica que conta a experiência vivida pelos Três Reis Magos, citada na Bíblia ao longo do segundo capítulo do Evangelho de São Mateus:

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Depois de ouvirem o rei, eles seguiram o seu caminho, e a estrela que tinham visto no oriente foi adiante deles, até que finalmente parou sobre o lugar onde estava o menino.

Quando tornaram a ver a estrela, encheram-se de júbilo.

Ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra.

(Mateus 2, 9-11)

A tradição da data foi trazida para o Brasil pelos portugueses no período colonial, em meados do século XIX. Mas, de acordo com estudiosos, a festa tem sua origem na Espanha.

Os Três Reis Magos

A história conta que os magos teriam partido em uma jornada para encontrar o Menino Jesus, anunciado como Messias, levando presentes para homenagear a sua chegada.

Jesus nasceu em 25 de dezembro, mas os viajantes só chegaram até ele no dia 6 de dezembro. O local era um esconderijo de Herodes, que sentia-se ameaçado com a notícia do nascimento de um rei.

Os Três Reis Magos chamavam-se Belchior, Gaspar e Baltazar. Cada um deles ofereceu ao recém-nascido ouro, incenso e mirra, respectivamente, e possuem o significado de reconhecer Jesus Cristo como verdadeiro rei.

Embora sejam chamados de reis, na verdade, eram sábios que viajaram das suas terras para visitar e adorar o Menino Jesus. O caminho teria sido indicado por uma estrela, que se tornou símbolo do Natal e é conhecida como “a estrela de Belém”. A tradição natalina de trocar presentes também se originou neste momento, pelo fato de Jesus ter recebido as ofertas dos visitantes.

Os restos mortais dos reis magos estão guardados na Catedral de Colônia, cidade da Alemanha, e são uma das relíquias mais sagradas do mundo cristão.

Como se comemora a Folia de Reis?

Na Folia de Reis, os grupos saem pelas ruas da cidade, vestidos com roupas especiais para lembrar os personagens ligados ao tema da festa. Eles visitam as casas cantando músicas para homenagear os reis magos e o nascimento de Jesus. Várias pessoas, então, se juntam pelo caminho para acompanhar o trajeto.

A bandeira carrega o símbolo da folia e é enfeitada com flores e fitas coloridas. Elas são costuradas ou presas com alfinete, porque não podem jamais serem amarradas com nós cegos para. Segundo a crença, para não “amarrar” os foliões ou atrapalhar a caminhada.

A Folia dos Reis tem diferentes atrações que podem variar de cidade pra cidade. A principal tradição da religião católica que se mantém em todas elas é o canto com músicas que louvam a Jesus e também aos Santos Reis com instrumentos variados. A viola caipira, o acordeão ou sanfona, a gaita, o reco-reco e a flauta são alguns deles.

A Folia de Reis no Brasil

Cada lugar comemora a Folia de Reis de acordo com suas próprias particularidades.

No Rio de Janeiro, por exemplo, a festa começa em 6 de janeiro e só termina no dia 20, quando se comemora o Dia de São Sebastião, padroeiro da cidade.

Na Bahia, a festa começa no fim de ano e se torna mais grandiosa em sua véspera, no dia 5 de janeiro. Com diversas atrações como desfiles, fantasias e apresentações de teatro cuidadosamente ensaiadas, além da tradicional missa que acontece na Igreja da Lapinha.

Um dos estados mais tradicionais quando se trata da comemoração da Folia de Reis é o Espírito Santo, que conta com mais de 90 grupos de foliões. Eles se apresentam todos os anos, tornando-se o maior encontro nacional de folia de reis.

A manifestação popular chama bastante atenção no nordeste pelas batidas dos tambores e riqueza de detalhes nas vestimentas. Mas é no interior das grandes cidades que a Folia de Reis fica ainda maior como em Araraquara, Barretos, Bebedouro, Bom Jesus dos Perdões, Campinas, Franca.

A Folia de Reis em outros países

A Folia de Reis também é comemorada lá fora, com curiosidades interessantes que variam de acordo com cada país onde se realiza.

Folia de Reis em Portugal

A comemoração é forte em Portugal, sendo um dos eventos mais esperados do ano, reunindo uma multidão de pessoas para participar da tradição dos típicos Bolos de Reis. A fava é levada como se fosse uma espécie de “brinde” misturada à sua receita. Encontrá-la é sinal de sorte e a pessoa fica encarregada de trazer o doce no próximo ano de comemorações.

O Bolo de Reis foi criado para homenagear os Reis Magos, possui forma redonda e é enfeitado de frutos secos e cristalizados, simbolizando uma coroa incrustada de pedras preciosas.

Os portugueses também têm o costume de entoar cantigas tradicionais na porta das casas, e os moradores agradecem convidando os músicos para saborear diferentes refeições. Elas são preparadas especialmente para essa época do ano como doces, salgados e vinhos.

Folia de Reis na Espanha

Na Espanha, a Folia de Reis tem sua maior importância e o destaque também vai para a hospitalidade. Nesta tradição, as crianças espanholas deixam sapatos nas janelas com capim e ervas para que os camelos dos Reis Magos se alimentem. E diz a lenda que em troca eles deixam doces para as crianças.

Países como a França e o Canadá também comemoram a data “procurando a sorte” no bolo chamado “Galette des Rois”, só que neste caso o brinde é uma coroa de papel escondida na massa do doce.

COMPARTILHE