Religião Católica

História de Caim e Abel: confira tudo sobre os filhos de Adão e Eva

História de Caim e AbelHistória de Caim e Abel

A história de Caim e Abel é uma das passagens bíblicas mais populares. Afinal, narra o primeiro homicídio da humanidade.
A narrativa que envolve Caim e Abel trata não apenas de um crime bárbaro – um irmão matar o outro. Também coloca em discussão questões relacionadas ao pecado, à traição, à inveja e à falta de cumplicidade com Deus.

Caim e Abel são citados no início da Bíblia, no capítulo quatro do livro de Gênesis. A essência dessa história bíblica pode ser discutida e transportada para os dias atuais, com a necessidade de reforçar a importância da religiosidade e do amor ao próximo.

Descubra e Ore as Novenas mais Poderosas e Eficazes 🙏

Para que uma oração seja verdadeiramente eficaz, é preciso ter humildade, constância e perseverança.


Você terá as Novenas mais Poderosas para rezar e alcançar enormes Graças dos Céus:

ESCOLHER LIVRO »

Confira a história de Caim e Abel. Entenda também o que Deus tenta nos ensinar com a passagem bíblicas entre os dois irmãos.

História de Caim e Abel

Caim e Abel fazem parte das principais personalidades da bíblia sagrada.  E suas narrativas começam a partir de seu pais.

Após serem expulsos do Jardim do Éden, Adão e Eva tiveram o primeiro seu filho. Seu nome era Caim. Na sequência, tiveram seu segundo, e assim nasceu Abel.

Consta no livro de Gênesis que Caim trabalhava como agricultor. Já Abel era um pastor de ovelhas.

Certo dia, Caim colheu produtos da terra e ofereceu a Deus. Abel pegou o primeiro cordeiro nascido em seu rebanho e ofereceu as melhores partes ao Senhor.

Deus ficou contente com Abel e sua oferta. Ao mesmo tempo, rejeitou Caim e seu presente.

O ato deixou Caim furioso. Deus comentou: “Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo? Se tivesse feito o que é certo, você estaria sorrindo; mas você agiu mal, e por isso o pecado está na porta, à sua espera. Ele quer dominá-lo, mas você precisa vencê-lo. (Gênesis 4:7)”

A morte de Abel

Após a bronca de Deus, o furioso Caim convidou o irmão para ir ao campo. Durante a caminhada, Abel foi atacado e morto.

Seleção de Orações Marianas Perdidas 🌟

Maria está cheia de graças para nos dar, mas não sabemos como pedir! Com este livro tudo ficará mais fácil.


Maria passa na frente e pisa na cabeça da serpente:

COMPRAR LIVRO »

Logo depois, Deus questionou Caim sobre a morte de Abel. E disse ao assassino: Na terra, o sangue do seu irmão está gritando pedindo vingança. Por isso, você será amaldiçoado e não poderá mais cultivar a terra. Pois, quando você matou o seu irmão, a terra abriu a boca para beber o sangue dele. Quando você preparar a terra para plantar, ela não produzirá nada, e você vai andar pelo mundo sempre fugindo.

Caim respondeu que não poderia aguentar esse castigo, pois teria sempre de se esconder da presença de Deus. Sem contar o medo de ser morto.

Deus o tranquilizou.

Isso não vai acontecer. Pois, se alguém matar você, serão mortas sete pessoas da família dele, como vingança.

(Gn 4:15)

Logo em seguida, Deus colocou um sinal em Caim para ser reconhecido e ninguém o matar. Algumas vertentes dizem que essa marca seria uma mancha na pele ou até mesmo um chifre.

Moral da história de Caim e Abel

O sentimento de ira envolve diretamente a trágica histórica entre Caim e Abel. Para Deus, esse pecado capital não pode dominar o homem e ser o senhor da razão.

O que Deus tenta nos ensinar com Caim e Abel?  Para Deus, devemos viver como verdadeiros irmãos. Sem brigas, invejas e com amor no coração.

Esses sentimentos positivos precisam suplantar a violência e a competitividade intrínseca no ser humano. Pois, naturalmente, queremos sempre ser melhores do que os outros.

Arte, música e literatura

A história de Caim e Abel também serviram de inspiração para escritores, compositores e pintores. Obras dedicadas à passagem bíblica podem ser vistas e desfrutadas no Brasil e no mundo.

O desejo de retratar Caim e Abel chega a ser irresistível. Afinal, eles eram dois irmãos, filhos do primeiro casal da humanidade, que sucumbiram entre o amor e o ódio.

Uma legião de pintores italianos retratou a passagem de Caim e Abel. A lista inclui Francesco Abacchiacca (1494-1597) com a obra “Eva com Caim e Abel” e Lorenzo De Ferrari (1680-1744) com “Adão e Eva com os Meninos Caim e Abel“.

Há também famosas gravuras do artista francês Gustave Doré (1832-1888). Ele produziu “Caim e Abel Oferecendo Seus Sacrifícios” e “Morte de Abel“.

Em 2009, o escritor português José Saramago publicou o livro “Caim“. A obra, do vencedor do Nobel de Literatura, recebeu críticas negativas por não identificar que somos frágeis, mortais, insuficientes, e por isso, nos revoltamos.

Na Música brasileira

Já na música, o Brasil teve uma dupla caipira em homenagem aos filhos de Eva e Adão. Abel e Caim adotaram o nome artístico em 1966, gravaram cerca de 400 canções e encerraram as atividades em 2011.

O cantor e compositor João Bosco também escreveu a canção “Sinal de Caim”. Ela foi gravada em ritmo de chorinho. Confira:

Sinal de Caim
(Composição e interpretação: João Bosco)

Já vi
esse filme
e por não ser do time
me acusam de um crime
que não cometi… Isso aí,
mas o revólver não pára,
e o chapéu do mocinho
não cai da cabeça.
Isso faz que eu não esqueça
o que guardam pra mim…
Eu já vi o desenho,
já vi esse treiler,
já vi esse filme ¾ que saco! ¾
Eu morro no fim.
Conheço bem o papel que me deram:
a minha sina é o sinal de Caim,
e muito antes do bondoso Abel
esvoaçar pro beleléu
me censuraram o céu.
Eu sei dos idos e dos decaídos.
Por isso ninguém vai me conceder perdão.
Mas esse filme é muito, muito antigo,
eu prefiro um inimigo do que um mau irmão.
Pra chatear eu uso sobretudo
e toco as teclas negras dos bemóis
e aguardo o estouro debaixo das camas
e ponho aranhas manchando os lençóis…

 

 

COMPARTILHE