Religião Católica

Jesus Cristo: conheça a história completa do salvador

História de Jesus CristoHistória de Jesus Cristo

Jesus Cristo enviado dos céus como mensageiro de Deus, profeta, servo, pregador e figura central do Cristianismo, também foi representado como Rei dos Judeus.

Viveu sua vida como servo de Deus, além de filho. E em tudo serviu como exemplo de uma vida santa e dedicada ao bom combate da Palavra da Bíblia. Conheça um pouco mais da história de vida do precursor do cristianismo, do Mestre que ensinava por meio de parábolas e de suas próprias ações.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

História de Jesus Cristo

Porquê Deus enviou seu Filho para a Terra

Em um época governada pelo Rei Herodes, Deus decidiu enviar seu filho unigênito, o único feito por suas mãos e seu sopro de vida divino, para trazer a verdade do Reino dos Céus, do Criador à Terra. Nesta época os judeus eram governados pelos Romanos, uma época marcada por muitas leis que o povo judeu deveria seguir.

Naquela época já existiam as guerras e os conflitos geopolíticos, tendo sido isto que levou toda a Judeia, conhecida como Grande Palestina a ser governada pelos romanos, Império marcado por reis cruéis e injustos onde a situação política era marcada pela disputa acirrada por poder.

O nascimento de um Messias já era anunciado como profecia há muito anos antes de sua vinda, ainda na época de Isaías, no Velho Testamento. Isso preocupava o governo romano, pois um Rei Judeu viria a tirar os Romanos do Poder e diminuir o poder territorial.

A vinda de Jesus Cristo e o seu nascimento

Como foi profetizado, a vinda do Messias assim se sucedeu:

Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel.

Isaías 9:6:

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.

Miqueias 5:2:

Mas tu, Belém Efrata, posto que pequena para estar entre os milhares de Judá, de ti é que me sairá aquele que há de reinar em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.

Lucas conta sem seu livro, que em um dado momento o anjo Gabriel foi enviado para levar as boas novas a Maria: Gabriel apareceu na casa de Maria, em Nazaré, e anunciou que ela daria a luz a um futuro rei, e que o “Filho de Deus” se chamaria “Jesus”.

Como Maria era prometida a José, e o anjo anunciou que o filho seria concebido pelo Espírito Santo, por isso ela ainda que parisse, casaria virgem. Já no livro de Mateus, José soube por meio de um sonho revelado por Deus que Maria daria à luz a um menino concebido pelo Espírito Santo.

Quando Jesus nasceu, os reis magos, de uma linhagem de sábios da Pérsia, seguiram uma estrela que os conduziu à Belém, ao local exato do nascimento de Jesus Cristo.

Jesus, nascido em uma família judia e simples, do carpinteiro José e de Maria, nasceu nos arredores da Palestina, em meados do 6º ano a.C., durante o governo do imperador Augusto, marcado pelo domínio de Roma sob a Palestina.

Onde Jesus viveu

O nascimento de Jesus aconteceu em Belém devido a ordem do o imperador Augusto que obrigou seus súditos a se registrarem no primeiro censo do império, dessa forma todos deveriam retornar à cidade de origem para se alistar. Como José era nascido de Belém, ele voltou a sua terra natal junto a Maria já grávida.

Jesus foi levado pela família para o Egito, em seguida foi morar em Nazaré, na Galileia, onde foi cresceu. Mateus, conta que a ida de Jesus ao Egito, foi para escapar da ordem de morte decretada por Herodes, que ao saber do nascimento do “Filho de Deus”, manda matar todas as crianças de até 2 anos, nascidos na cidade de Belém.

Que tal conhecer 10  curiosidades sobre Jesus Cristo?

Cresceu em Nazaré

Jesus passou a infância e a juventude em Nazaré. O Evangelho de Lucas diz que aos 12 anos ele viajou com José e Maria para Jerusalém, para celebrar a Páscoa Judaica. No caminho de volta para Nazaré, perceberam que Jesus não estava com eles. Procuraram durante 3 dias e então voltaram ao Templo de Jerusalém, local sagrado para os judeus, onde Jesus se encontrava em conversa com os sacerdotes. Segundo Lucas “Todos que o ouviam se admiravam com sua inteligência”.

Os escritos sagrados relatam o aparecimento do pregador João Batista e ensinava que o batismo era uma forma de purificação, onde quem desejasse o seguir deveriam confessar seus pecados e fazer votos de uma vida honesta. Jesus, já adulto, com aproximadamente 30 anos, aparece nas escrituras pedindo a João para ser batizado.

Depois de descer as águas do rio Jordão, Jesus inicia sua caminhada de pregações e milagres. Assim como João Batista, Jesus Cristo via o mundo dividido entre forças do bem e do mal. Em um mundo que precisava da intervenção de Deus Pai para acabar com as tribulações.

Jesus e os 12 discípulos

Já com seus 12 discípulos, em plena pregação, recebeu a notícia da morte de João Batista, ordenada pelo Rei Herodes Antipas, filho de Herodes, o Grande, em vingança a João haver condenado publicamente o rei, que havia descumprido o 10º mandamento da lei judaica.

Mateus conta que “Jesus retirou-se para um lugar deserto e o povo saiu em sua direção”, foi quando Jesus realizou o milagre dos 5 pães e dos 2 peixes, matando a fome da multidão de seguidores.

Confira a história de cada um dos 12 apóstolos.

A Última Ceia e a traição de Judas Iscariotes

Jesus seguiu com seus discípulos para o Templo de Jerusalém, para celebrar a Páscoa. Ao entrar foi aclamado como filho de Deus. Sua chegada causou tumulto destruindo barracas a frente do Templo, usadas para câmbio de moedas estrangeiras de pessoas que seguiam Jesus, por dinheiro local, já que era ofensa praticar comércio em pleno Templo.

Já na celebração da Páscoa com seus apóstolos conhecida como “A Última Ceia”, o próprio Cristo revelou uma profecia em que anunciou que seria traído por um dos presentes, Judas Iscariotes. Na mesma noite, Jesus seguiu para o Jardim de Getsêmani, no Monte das Oliveiras, para orar, em companhia de Pedro, Tiago e João.

Logo em seguida, souberam que a traição de Judas foi confirmada por 30 moedas de prata e um beijo na testa, Jesus foi revelado e preso acusado de liderar uma rebelião de cunho político e blasfêmia, pois estava causando desordem no Templo, e também se intitulava como Filho de Deus e Rei dos Judeus.

Jesus na Cruz

Levado à presença de Pôncio Pilatos, governador da Judeia, depois, por ser natural de Galileia, também foi levado a Herodes Filho, que governava a Galileia. Herodes zombou de Jesus e o devolveu a Pilatos. Levado para a punição carrega sua cruz, é crucificado, morto e colocado em um túmulo, fechado com uma grande pedra.

Jesus na cruz

A ressurreição e a ascensão

A Bíblia contam que em visita ao túmulo de Jesus, Maria foi surpreendida com a pedra do sepulcro que havia rolado e o mesmo encontrava-se vazio. Enquanto todos se perguntavam o que havia acontecido ao corpo de Jesus, Cristo teria aparecido a Maria e confirmando sua ressurreição. Jesus chegou ainda a se encontrar com os discípulos antes de voltar aos braços do Pai, Marcos e Lucas relataram nos Evangelhos:
Jesus sobe aos céus e se assenta à direita de Deus”.

Conheça mais sobre a Religião Católica.

Aniversário de Jesus Cristo

A data do nascimento de Jesus é difícil determinar com exatidão. 25 de dezembro era a data em que os romanos celebravam o solstício de inverno, a noite mais longa do ano. A Data é importante para muitos povos, desde o início da civilização. A noite mais longa do ano simbolizava o início da vitória da luz sobre a escuridão.

O dia em que Jesus nasceu não consta na Bíblia, foi uma escolha da Igreja V séculos depois, para coincidir com as festas de fim de ano, a semana entre o Natal e o Ano Novo.

Celebrações dos dias atuais relacionadas a Jesus

Páscoa

Até os dias atuais uma das datas mais importantes para o Cristianismo é a Páscoa , que representa a morte, a ressurreição e a ascensão de Cristo como um marco importantíssimo em lembrança de um dos maiores milagres de Jesus Cristo.

Natal

O Natal é uma das datas mais comemoradas em todo o mundo, onde é celebrado o nascimento do Cristo que veio a Terra para redimir a todos de seus pecados em favor do amor de Deus. A data é simbólica e escolhida pela Igreja a igreja cinco séculos depois, para coincidir com as festas de fim de ano, a semana entre o Natal e o Ano Novo, que na época de Jesus era comemorado o solstício de inverno.

Como já citado no texto, é comemorado no dia 25 de dezembro.

Leia tudo sobre o tudo sobre o Natal.

Corpus Christi

Celebrada anualmente 60 dias após da Páscoa, sempre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade (domingo seguinte ao Domingo de Pentecostes), normalmente com procissões em vias públicas. Considerado uma das festas litúrgicas mais importantes para a Igreja Católica, pois celebra o mistério da eucaristia, ou seja, o sacramento do sangue e corpo de Jesus Cristo.

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no século XIII, mais precisamente em 1269. A Igreja Católica viu a necessidade das pessoas sentirem a presença real de Cristo.

Corpus Christi

O milagre

De acordo com a história, o sacerdote chamado Pedro de Praga que andava angustiado por duvidar da da presença de Cristo na Eucaristia. Decidiu então peregrinar ao túmulo dos apóstolos Pedro e Paulo em Roma, para pedir o dom da fé.

Enquanto celebrava a Santa Missa, na Itália pecou por duvidar da presença de Cristo. Na hora da Santa Ceia veio-lhe a resposta em forma de milagre: a hóstia branca transformou-se em carne viva. O Papa Urbano IV pediu para que os objetos fossem levados para lá em uma grande procissão, e foi nesse momento que a festa de Corpus Christi foi decretada.

 

COMPARTILHE