Religião Católica

Livro de Gênesis: Saiba tudo sobre o primeiro livro da Bíblia

Livro de GênesisLivro de Gênesis

O livro de Gênesis é o ponto de partida da Bíblia, já que conta a história da criação e como tudo começou. Inclusive, está em ordem cronológica, ou seja, é a introdução perfeita.

O próprio nome do livro já nos sugere a ideia de princípio. O nome de origem grega, se traduzido para o hebraico (bereshith), significa ‘princípio’.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Quantos capítulos têm o livro de Gênesis?

O primeiro livro da Bíblia é muito rico em história, pois toda a genealogia da humanidade se inicia nele. Ao todo, são 50 capítulos que introduzem a base histórica da criação. Os 50 capítulos se distribuem em cerca de 1.533 versículos.

Lista de Capítulos

Gênesis pode ser dividido em três seções para ver de forma ampla, os temas de cada uma. Veja abaixo:

Capítulos 1 a 11, 9 – A História Primitiva

Este início pode ser chamado de prólogo. Contempla a descrição da criação do universo. Fala sobre a queda do homem, através do conhecimento do pecado. Também inclui a descrição genealógica de Adão a Noé.

Capítulos 11,10-37, 1A – História Patriarcal

Durante o livro de Gênesis, é discorrido o registro de gerações de Sem e inicia a história de Abrão. Abrange as gerações de Ismael, Isaque e Esaú.

Capítulos 37:1-50:26 – A História de José

A última seção de Gênesis discorre especialmente sobre como se desenvolveu e se organizara os israelitas através da descendência dos patriarcas.

 

Qual o tema central do livro de Gênesis?

O tema central no livro de Gênesis é a Criação, o início de tudo e como ocorreu a criação do Universo.

Gênesis é o livro que revela inicialmente a supremacia de Deus na criação do universo. A sua autossuficiência. Além disso, traz muitos ensinamentos ao povo de Israel sobre os juízos eternos de Deus.

O livro ainda fala da criação da humanidade e a origem do pecado com o consentimento do homem.

Ao mesmo tempo, é um extenso relato sobre como foi a vida dos grandes patriarcas da Bíblia e do povo de Israel.

Já no princípio, quando pouco se sabia sobre o que seria dali para frente, Deus já tinha um plano de redenção para a humanidade quando inspirou seus escritores. Logo no primeiro livro bíblico, é revelado o início do plano de salvação totalmente soberano e ligado a um único Deus, criador de tudo.

 

Por quem foi escrito?

Embora no próprio livro não conste o registro do escritor, em outros livros há a citação de Moisés como o homem inspirado na transcrição da história que narra o princípio de tudo.

Pelos registros bíblicos, credita-se os primeiros cinco livros, chamados Pentateuco à autoria de Moisés. Muitos questionam sua autoria, mas é muito complicado saber ao certo. O que se sabe é que muitos foram os escritores. Na época, escrever era uma das únicas formas de passar o conhecimento de geração em geração.

A principal autoria continua sendo creditada a Moisés, entretanto, muitos outros autores inspirados por Deus podem ter colaborado com a composição de Gênesis, assim como no livro de Salmos.

Gênesis é um livro de apenas um autor?

Em 1671, o estudioso Baruch Spinoza inferiu a possibilidade de o autor ter sido Esdras, e, desde então, muitas teorias surgiram.

Tudo isso começou por conta da enorme variedade de nomes dados a Deus, que vão do estilo literário e a diferentes fases do desenvolvimento do culto.

Nomes de Deus em Gênesis

Elohim – Gn 1, 1
Aquele que é Supremo. (formal)

YHVH ou Jeová – Gn 2, 7 
Deus (nome pessoal e íntimo)

El Shadai – Gn 17, 1
Deus Todo Poderoso

El Elion – Gn 14, 18
Deus Altíssimo

El Olam – Gn 21, 3
Deus Eterno

A Bíblia confirma o autor de Gênesis no Novo Testamento

Porém, os estudos não excluem a hipótese da inspiração divina, que permanece inalterada. No Novo Testamento, há testemunhos de Cristo e de seus escritores que afirmam ser Moisés o autor dos cinco livros conhecidos também como “A Lei“, e podem ser conferidos em João 1, 17; 5, 47; 7, 10 e em Romanos 10, 5-19.

Para fechar, o que muitos gostam de polemizar, o reconhecimento de Moisés como autor de Gênesis em documentos antigos disponíveis é compatível com a inspiração divina, pois outros autores bíblicos procederam da mesma forma, como pode ser conferido em Lucas 1, 1-3.

Em que data foi escrito?

Não é possível saber com exatidão a data em que o livro de Gênesis foi finalizado. Infelizmente, não há registros históricos tão exatos.

Contudo, de acordo com teólogos, a data mais aceita para o início da produção editorial de Gênesis, é por volta do ano de 1.400 a.C.

O período da criação do livro foi estipulado com base em outros livros que citam eventos narrados em Gênesis.

Para quem foi escrito?
Livro de Gênesis, para quem foi escrito

Quando nos debruçamos para estudar toda a genealogia e cronologia do primeiro livro da Bíblia, compreendemos que o livro de Gênesis foi escrito direcionado ao povo de Israel.

Afinal, os israelitas passavam por momentos difíceis e precisam ser encorajados. Logo, podemos concluir que o público original foi o povo que habitava Israel.

Por volta de 1400 a.C, o povo de Deus saía do Egito para conquistar e tomar posse da Terra Prometida.

Em suma, as palavras de encorajamento encontradas em Gênesis tratam do êxodo do Egito.

Seria Gênesis uma metáfora?

O Papa Francisco também se pronunciou a respeito das teorias científicas quanto à origem do Universo. Declarou ainda que o Big Bang não contradiz a versão católica de Deus como Criador, mas a exige.

E ainda disse em seu discurso, que, quando lemos Gênesis, imaginamos que Deus é “um mago com uma varinha mágica” capaz de fazer todas as coisas, mas não é assim.

A Igreja Católica não ensina o criacionismo, segundo o Sumo Pontífice Francisco – a crença de que Deus criou o mundo em seis dias – e diz que o livro do Gênesis é uma alegoria para a maneira como Deus criou o mundo.

COMPARTILHE