Santos

Tudo sobre a devoção a Nossa Senhora Achiropita

nossa senhora achiropita

Do sul da Itália vem um dos títulos mais curiosos de Maria, Mãe de Jesus: Nossa Senhora Achiropita.

Muitas vezes confundido com “Quiropita”, o nome Achiropita significa “não feito por mãos humanas” e tem origem em uma bela história ocorrida no século XIX, na região da Calábria. Saiba tudo sobre a devoção a Nossa Senhora Achiropita, trazida para o Brasil pelos imigrantes italianos.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

O milagre de Nossa Senhora Achiropita

Segundo conta a tradição, no ano de 580 um capitão chamado Maurício navegava em alto-mar quando foi surpreendido por uma terrível tempestade. Desesperado por socorro, ele prometeu à Nossa Senhora que construiria um templo em sua homenagem, caso fosse salvo com a tripulação.

Então o milagre aconteceu: os ventos desviaram a sua embarcação, que atracou sã e salva em uma aldeia. Lá, o capitão conheceu um monge que lhe falou: “Quem o trouxe para este lugar foi Maria. O senhor deve cumprir sua promessa e construir o santuário, quando for eleito imperador”. Assim, o santuário foi construído em Rossano, na Calábria.

A origem do nome Achiropita

Após a construção do santuário, um grande artista local iniciou a pintura da imagem da Virgem Maria nas paredes da igreja. Misteriosamente, todo o trabalho que ele fazia durante o dia sumia durante a noite. Para proteger a pintura, foi chamado um vigilante, que deveria impedir a entrada de intrusos que poderiam estar danificando a imagem da Mãe de Jesus.

Certa noite, uma bela mulher, carregando uma criança no colo, se aproximou e pediu permissão para entrar no santuário e rezar. Após insistir, o vigilante cedeu: afinal, não havia nenhum mal que aquela senhora poderia fazer.

Como muitos minutos se passavam e a mulher permanecia dentro da igreja, o vigilante resolveu verificar. Quando ele entrou, viu a imagem da mulher e da criança estampada no lugar onde deveria estar a pintura: era Nossa Senhora e o Menino Jesus! Emocionado, o guardião saiu gritando pelas ruas: “Nossa Senhora Achiropita! Nossa Senhora Achiropita!” (A-kirós-pita: não pintada por mãos humanas).

Este belo milagre deu início à devoção secular a Nossa Senhora Achiropita – a Nossa Senhora não pintada por mãos humanas –, também conhecida como Madona Achiropita ou Maria Achiropita.

Títulos de Maria

Os títulos de Maria se referem aos nomes atribuídos à Santíssima Virgem. Alguns desses títulos são ligados a doutrinas reconhecidas pela Igreja Católica como dogmáticas, e são amplamente conhecidos pelos fiéis: “Mãe de Deus”, “Virgem” e “Imaculada”.

Estes títulos também estão ligados a solenidades marianas, como a Mãe de Deus, celebrada no primeiro dia de janeiro, a Assunção, no dia 15 de agosto, e a Imaculada Conceição, comemorada no dia 8 de dezembro.

Porém, a grande maioria dos títulos dados à Virgem Maria estão relacionados às diversas práticas de devoção marianas espalhadas pelo mundo, que podem ser divididas em: aparições, Vida de Maria, Sacramental e Ícones Milagrosos.

Sendo assim, Nossa Senhora Achiropita é classificado como um título devocional ligado a um ícone milagroso – a santa pintura da Mãe de Jesus no santuário. Atualmente, há mais de 1.100 títulos ligados à Virgem Maria.

Devoção a Nossa Senhora Achiropita no Brasil

A devoção a Nossa Senhora Achiropita foi trazida para o Brasil na metade do século XIX pelas famílias de imigrantes italianos. Conta-se que ao chegarem no País, os italianos se instalaram na periferia da cidade de São Paulo, na chácara de um senhor apelidado como Bixiga, onde hoje está localizado o bairro homônimo.

Assim, a devoção mariana se expandiu pela região e ganhou espaço na religiosidade da comunidade católica paulistana.

Festa de Nossa Senhora Achiropita

A festa de Nossa Senhora Achiropita é comemorada no dia 15 de agosto, mesma data em que a Igreja celebra a Assunção de Nossa Senhora. A comemoração acontece desde 1908 no bairro do Bixiga, em São Paulo, fundado pelos imigrantes devotos da Madona Achiropita.

Durante dez dias, sempre aos sábados e domingos, os fiéis celebram a graça concedida pela padroeira, se unindo em uma grande comemoração cujo objetivo é unir e fortalecer a comunidade católica sob o manto de Maria.

A festa de Nossa Senhora Achiropita foi incluída no calendário oficial da Cidade de São Paulo e no calendário turístico do Estado de São Paulo. Atualmente, atrai em torno de 25 mil fiéis vindos de várias partes do interior do estado e do Brasil.

Imagem de Nossa Senhora Achiropita

A imagem original de Nossa Senhora Achiropita encontra-se na Catedral de Maria Santíssima Achiropita, na Itália, onde é reverenciada pelos fiéis. É uma imagem em afresco, com traços que remetem às mulheres camponesas da Calábria.

No Brasil, a Paróquia Nossa Senhora Achiropita possui uma cópia da estátua da Mãe de Deus carregando o Menino Jesus, cunhada em ouro e prata, que está exposta na igreja italiana. Todos que a ela recorrem, se emocionam com a bela expressão artística de uma comunidade de fé.

Padroeira

Os devotos de Nossa Senhora Achiropita trouxeram consigo sua veneração quando partiram da Itália para o Brasil. Uma tradição que se mantém até os dias de hoje, em uma comunidade católica mista, formada por pessoas das mais diversas etnias.

Portanto, Nossa Senhora Achiropita é considerada pelos fiéis como a Mãe dos Migrantes, tornando-se a força que une os povos que migram através das terras e dos oceanos.

Em todo mundo há somente duas igrejas devotadas à Nossa Senhora Achiropita: a Paróquia de Nossa Senhora Achiropita, em São Paulo, e a Catedral de Maria Santíssima Achiropita, localizada na província italiana de Rossano, região da Calábria.

Oração a Nossa Senhora Achiropita

Virgem Santíssima, Mãe de Deus e nossa Mãe Achiropita, volvei Vosso olhar piedoso para nós e para nossas famílias. Através dos séculos, pelos milagres e aparições, mostrastes ser medianeira perene de graças. Tende compaixão das dificuldades em que nos encontramos e das tristezas que amarguram a nossa vida.

Vós coroada Rainha, à direita do Vosso Filho, cheia de glória imortal, podeis auxiliar-nos. Tudo o que está em nós e em volta de nós, receba as vossas bênçãos maternais. Ó Rainha Achiropita, prometemos dedicar-Vos toda a nossa vida para a honra do Vosso culto, a serviço dos nossos irmãos.

Solicitamos de Vossa maternal bondade o auxílio em nossas necessidades e a graça de viver sob Vossa constante proteção, consolados em nossas aflições e livres das presentes angústias. Com confiança, podemos repetir que não recorre a Vós inutilmente aquele que Vos invoca sob o título de Achiropita.

COMPARTILHE