Orações

Novena: o que é e como rezar

NovenaNovena

Jesus morreu na cruz para pagar o castigo dos nossos pecados e ressuscitou. Ele subiu ao céu e nove dias depois enviou o espírito santo aos seus discípulos. Nesse intervalo de tempo, um grupo de pessoas ficou reunido com Maria e os apóstolos. Historicamente, por meio de relatos bíblicos, essa foi a primeira novena cristã. Quer entender mais sobre a novena? Confira.

O que é uma novena?

A novena é uma série de nove dias seguidos de orações. É uma forma de devoção a Deus (pai, filho e espírito santo), à Virgem Maria, aos anjos e aos santos.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

O número três, relacionado à Santíssima Trindade (pai, filho e espírito santo), também tem um significado na novena. Três é considerado um número perfeito para os católicos. Não é a toa que, nas missas, os fiéis louvam a Deus como “santo, santo, santo”. Três vezes três é igual a nove.

Qual o significado de novena?

Ela não é uma varinha mágica capaz de realizar todos os desejos do fiel. Em outras palavras, rezá-la não remove montanhas e nem garante que um milagre ocorrerá.

Mas há um significado espiritual da novena. Ela tem relação direta com o ato de devoção demonstrado ao rezá-la. Como todas as orações, são um meio de louvar a Deus.

Segundo a Bíblia Católica, Maria encorajou os apóstolos a rezarem durante nove dias para receberem o espírito santo. Esse ato da mãe de Jesus ensina aos fiéis a importância da constância da fé.

Como fazer uma novena?

Recitar uma novena diariamente, ao longo de nove dias, é a forma mais tradicional de rezá-la. O ideal é realizar a oração sempre no mesmo horário.

Normalmente, as novenas são rezadas de forma solitária e particular. As orações também podem ser feitas em conjunto, geralmente nas igrejas, par fins específicos.

As novenas podem ser classificadas em quatro categorias

  • Luto: são recitadas em antecipação de um enterro ou para períodos semelhantes de lamentação. São recitadas para o bem do falecido ou para o conforto de parentes e amigos;
  • Preparação: há também as novenas de preparação. Elas ocorrem antes de um dia de festividade religiosa ou de um evento espiritual similar;
  • Oração: as novenas da categoria oração são as mais comuns. Por meio delas, os fiéis pedem pela intervenção de Deus;
  • Indulgência: já as de indulgência são rezadas pela remissão dos pecados. Servem como um ato de penitência por irregularidades anteriores.

Leia também a oração Maria Passa na Frente.

Quem pode fazer uma novena

A novena é voltada aos católicos. Para que a oração seja verdadeiramente eficaz, é preciso que o fiel tenha humildade, constância e perseverança durante os nove dias da reza.

Novenas católicas: as mais famosas

Novena a Deus

Deus é meu Pai
Ó meu pai dos céus, como é doce e suave saber que vós sois meu pai e que eu sou vosso filho! É sobretudo quando o céu da minha alma é negro e a minha cruz mais pesada que sinto a necessidade de vos dizer: Pai, eu creio no vosso amor por mim!

Sim, eu creio que vós sois meu pai e que eu sou vosso filho! Eu creio que vós me amais com um amor infinito!

Eu creio que vós velais dia e noite por mim e que nem um cabelo cai da minha cabeça sem o vosso consentimento! Eu creio que, infinitamente sábio, vós sabeis muito melhor do que eu o que me convém!

Eu creio que, infinitamente poderoso, vós tirais o bem do mal! Eu creio que, infinitamente bom, vós fazeis que tudo concorra para o bem daqueles que vos amam; e, por detrás das mãos que ferem, eu beijo a vossa mão que cura!

Eu creio, mas aumentai a minha fé e, sobretudo, a minha esperança e a minha caridade. Ensinai-me a saber ver o vosso amor dirigir todos os acontecimentos da minha vida. Ensinai-me a abandonar-me à vossa condução, como uma criança nos braços de sua mãe.

Pai, vós sabeis tudo, vós vedes tudo, vós me conheceis melhor que eu mesma. Vós podeis tudo e vós me amais! Ó meu pai, já que desejais que nós vos peçamos tudo, eu venho com confiança pedir-vos, com Jesus e Maria… (dizer a graça que se pretende obter).

(Ao rezar esta oração como novena, acrescentar um propósito como mortificação ou prática de perseverança: “Prometo-vos ser fiel, especialmente durante estes nove dias, em tal circunstância… com aquela pessoa…”.)

Por esta intenção eu vos ofereço, em união com os sagrados corações, todas as minhas orações, os meus sacrifícios e mortificações, e uma maior fidelidade ao meu dever. Dai-me a luz, a força e a graça do vosso espírito!Confirmai-me neste espírito para que nunca o perca, não o entristeça, nem o enfraqueça em mim.

Meu Pai, é em nome de Jesus Cristo, vosso filho, que eu vo-lo peço. E vós, ó Jesus, abri o vosso coração e colocai n’Ele o meu e, com o de Maria, oferecei-o ao nosso Divino Pai. Em troca, obtende-me esta graça de que tenho tanta necessidade!

Meu Divino Pai, dai-vos a conhecer a todos os homens. Que todo o mundo proclame a vossa bondade e a vossa misericórdia! Sede o meu terno pai e protegei-me em toda a parte como a pupila dos vossos olhos. Que eu seja para sempre o vosso digno filho. Tende piedade de mim!

Pai Divino, doce esperança das nossas almas, sede conhecido, honrado e amado pelos homens! Pai Divino, bondade infinita que se exerce para com todos os povos, sede conhecido, honrado e amado pelos homens!Pai Divino, orvalho benfazejo da humanidade, sede conhecido, honrado e amado pelos homens!

Novena de Santa Rita

Rezar o tema de cada dia
Rezar um Pai Nosso, dez Ave Marias e uma Glória ao Pai

Oração final:

Deus Pai de bondade, vós nos dais o exemplo dos santos para que, imitando-os na terra, possamos chegar, um dia, às alegrias do céu. Dai-me, peço-vos, por intercessão de Santa Rita de Cássia, padroeira dos casos desesperados e impossíveis, que tanto vos amou nesta vida, as graças que tão ardentemente vos suplico.

Primeiro dia

Tema: Rita, alegria dos pais na velhice

Ó admirável Santa Rita de Cássia, tu que nasceste quando teus pais já estavam avançados em idade, nutriste por eles um carinho todo especial. Ensina-nos sempre mais amar a todos os idosos que vivem em nossos lares e em nossas comunidades. Que tenhamos paciência para com eles e as condições para amá-los como imagem de Jesus a quem tanto amaste.

Segundo dia

Tema: Santa Rita, amante da oração

Ó admirável Santa Rita de Cássia, nutriste, desde cedo, um profundo amor à oração e à solidão com Deus, ajuda-nos a descobrir nossa vocação de orantes em um mundo que esquece de orar. Que possamos rezar pelos que não sabem rezar, pelos que não podem rezar e pelos que não querem rezar.

Terceiro dia

Tema: Santa Rita, fiel ao esposo

Ó admirável Santa Rita de Cássia, mesmo em meio aos mais duros sofrimentos que passaste em teu matrimônio, não desanimaste e oraste incessantemente pela conversão do teu esposo. Ensina aos casais de hoje teu jeito singelo de ser fiel na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença, no amor, no respeito e na fidelidade.

Quarto dia

Tema: Santa Rita, um coração de mãe para seus filhos

Ó admirável Santa Rita de Cássia, foste paciente e carinhosa para com teus dois filhos, que queriam vingar a morte do pai. Ensina aos pais de hoje a ter um coração sempre aberto, preocupado e carinhoso para com seus filhos, a exemplo do pai do filho pródigo, a quem imitaste em tua vida.

Quinto dia

Tema: Santa Rita, amante da vida religiosa

Ó admirável Santa Rita de Cássia, nutriste como ninguém um amor total à vida consagrada e religiosa. Mostra a muitos jovens de hoje o caminho para descobrir o verdadeiro amor desinteressado e total a Deus e aos irmãos. Intercede para que surjam muitas e santas vocações sacerdotais e religiosas.

Sexto dia

Tema: Santa Rita, profunda penitente

Ó admirável Santa Rita de Cássia, descobriste, na fé e na penitência, uma forma misteriosa de amar secretamente a Deus, a quem escolheste seguir. Ajuda-nos também a descobrir a penitência como um valor evangélico de conversão pessoal e desprendimento de todas as formas de egoísmo.

Sétimo dia

Tema: Santa Rita, obediente aos superiores

Ó admirável Santa Rita de Cássia, como ninguém obedeceste aos teus superiores religiosos por ver nessa obediência um valor evangélico, um amor de quem tudo entrega por um amor sempre maior. Ensina aos cristãos de nossos dias a verdadeira caridade mútua, que faz com que toda forma de obediência não seja mais que um modo de servir aos irmãos.

Oitavo dia

Tema: Santa Rita, amante do crucificado

Ó admirável Santa Rita de Cássia, descobriste no amor de Jesus crucificado um caminho para amar também o sofrimento. Ensina-nos a carregar nossas cruzes quando elas surgirem, sem desanimar nem desesperar. Mostra-nos também o calor redentor de todo sofrimento aceito por amor a Jesus, que, nada mais tendo a oferecer, deu-nos sua própria vida.

Nono dia

Tema: Santa Rita, padroeira das causas impossíveis

Ó admirável Santa Rita de Cássia, em virtude dos prodígios que conseguiste de Deus, foste escolhida como padroeira de todas as causas impossíveis. Ajuda-nos a sempre mais confiar no milagre maravilhoso do amor que faz o maior de todos os prodígios sobre a terra: a conversão de todos os corações para Deus

Novena de Santa Rita

Novena a Santo Antônio

Ó admirável e formosíssimo Santo Antônio! Gloria de Portugal, luz da Itália e de toda a Santa Igreja, apóstolo com todos os predicados e cheio da gloria de Deus, mártir do desejo, virgem puríssimo, vaso ungido de celestial pureza, espelho de perfeita humildade e sabedoria, que com teus admiráveis escritos e doutrina e excelentíssimas virtudes, é o gozo dos coros angélicos, terror dos hereges e dos espíritos infernais que o teu nome temem e tremem, e com seus estupendos milagres e graças é o refúgio e consolo de seus devotos.

E tanto amavas seu querido Jesus que familiarmente se aconchegava em Seus braços e em Seu sagrado peito, comunicando-te incêndios da Divina Caridade com que buscava com todo seu amor e, maior gloria e bem para o próximo. Hoje dou mil graças por tão singulares excelências com as quais foi adornada tua alma puríssima e me alegro que agora sejas glorificado na pátria celestial em companhia dos nove coros dos anjos.

Ó milagroso Santo Antônio! Que por sua virtude este deste a vida temporal e espiritual a tantos mortos, vista a tantos cegos, ouvidos a tantos surdos, pernas aos aleijados, fala aos mudos e saúde aos inúmeros enfermos, converte-nos em teu formoso rosto, para que se retirem dos nossos corações as culpas que são a morte da alma e que possamos ouvir as Divinas aspirações e caminhemos com fervor a cumprir a Divina Vontade e a proferir seu santo nome.

Em especial rogai a Jesus, ó glorioso santo que eu encontre minha alma gêmea, meu amado para sermos felizes e juntos por toda a vida e para que quando velhos e anciãos possamos ainda com vigor e amor louvar este glorioso santo que nos uniu.

Cure os doentes, sossegue o mar, suste a ira do Senhor, redime os encarcerados, a miséria, recupere bens perdidos, encontre os amigos e parentes perdidos, dê saúde aos anciãos, retira o perigo, remedeia os pobres.

Antônio divino e santo, rogai a Jesus Cristo por nós. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo, amém!

(Orar a oração acima e ao terminar orar: três Ave Marias, um Pai Nosso e o Glória. Durante nove dias, começar em um sábado de modo a terminar no domingo com a Santa Missa.)
Repetir a novena em junho. Orar de modo a terminar a novena no dia de Santo Antônio de Pádua. (13 de junho)

Novena de Natal

Novena de Natal

A Novena de Natal é feita no período de nove dias, com início em 16 de dezembro. É uma contagem regressiva para comemorar o nascimento de Jesus Cristo.

Primeiro dia, 16 de dezembro

Antes de iniciar a oração, prepare o presépio. Coloque primeiro a imagem da Virgem Maria e reze para pedir à santa a sua intercessão durante a preparação do Natal.

Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!

Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do ‘sim’ fecundo, tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.

Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, te pedimos que ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar, e sermos curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do ‘sim’ e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.
Que assim seja.

Virgem mãe, estamos começando a nos preparar para o Natal de teu filho. Estamos querendo estar contigo para acompanhar-te nestes últimos dias de tua gestação.

Oração:

Para compartilhar contigo a alegria e o gozo que sentes nesses momentos e, assim, aprender de ti como corresponder ao senhor, como atuar de acordo com a sua vontade, para que possamos encontrar em teu filho a alegria e a paz, o gozo e a plenitude da vida que somente ele nos pode dar. Maria, interceda por cada um de nós, pede a teu filho para que nos ajude a viver estes dias com a alegria e o gozo que tiveste tu nesses momentos do nascimento de teu filho.
Que assim seja.

Oração:

Senhor Jesus, ao iniciar este caminho para o teu Natal, pedimos que nos ajude para que, ao celebrar teu nascimento, cada um de nós possamos nos aproximar mais de ti. Que nos renovemos em tua palavra, que sejamos sinceros e autênticos com nós mesmos, que o senhor nos dê a graça de deixarmos tudo aquilo que nos separa de ti, que tenhamos o valor de reconhecer aquilo que está mal e saibamos dar o passo para convertermos, para que tu nos transformes com tua graça.

Senhor, derrama em cada um de nós tua graça e teu amor para que saibamos corresponder ao teu amor e cheguemos a ti com um coração sincero. Senhor, ajuda-nos a voltar a ti.

Ajuda-nos a viver aquilo que é essencial, aquilo que nos dá a verdadeira felicidade. Senhor, faz com que possamos viver um Natal cheio de tua presença e do teu amor.

Oração final:

Menino Jesus, estamos esperando por ti, estamos nos preparando para o teu Natal, estamos querendo que este seja também o nosso. Nesse sentido, a liturgia nos apresenta a parábola dos dois filhos, mostrando-nos qual deve ser nossa atitude e nossa relação contigo, indica-nos que não é questão de dizer ‘sim’, mas, depois, não fazer nada.

Tu nos mostras que a fé não é questão de saber coisas, mas de viver e fazer o que Tu nos pedes.

Menino Jesus, neste dias antes do Natal, ajuda-nos para que sejamos sinceros com nós mesmos, que saibamos ver e conversar como casais, em família, aquilo que não está bem, o que está nos dividindo, o que vai desgastando o amor, aquilo que nos leva à rotina. Menino Jesus, concede-nos a graça de saber deixar o que não nos fazem felizes e o que faz mal aos demais.
Ajuda-nos que, em teu Natal, nos renovemos e saibamos recomeçar, que tenhamos o valor de viver o que tu nos pedes, que vivamos a nova vida que tu nos traz e assim poder celebrar um Natal diferente, cheio de amor e paz, de ternura e gozo como foi o teu.
Que assim seja.

Segundo dia, 17 de dezembro

Após ter colocado no primeiro dia a imagem da Virgem Maria no presépio, insira a de São José. Faça uma oração a José e Maria.
Nesse dia, tenha alguma atitude concreta com alguma família necessitada. Ajude a quem se encontra em dificuldades.

Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!
Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do ‘sim’ fecundo, tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do ‘sim’ e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-no a celebrar este Natal, tendo seu filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.
Que assim seja!

Oração:

Senhor Jesus, Mateus te coloca no coração de toda a revelação, situa-te no contexto das grandes promessas que cruzam todo o Antigo Testamento. Por um lado, o fato de chamar-te filho de Davi, para demonstrar que em ti se cumpria todas as promessas que o pai havia feito a Davi, como portador da promessa messiânica, por isso lhe chama de Jesus Cristo (cf. Mt 1,1) e depois diz também te chamaram o Cristo (cf. Mt 1,16) e, além, chamaram-te filho de Abraão (cf. Mt 1,1), colocando-te no contexto das promessas que haviam feito a Abraão, de ser pai de um povo numeroso como as estrelas do céu e como a areia do mar.

Senhor, obrigado por seres quem és. Obrigado por incluir a cada um de nós nesta dinâmica da revelação de Deus. Obrigado por nos permitir ter fé e, assim, conhecer-te, aprender a arte de viver de acordo com o projeto do pai e ter a vida que tu nos dá. Obrigado, Senhor.
Senhor Jesus, tu que foste descendente de Davi por medo de José, em ti o pai realizou toda a expectativa messiânica, e com isso foste tu nosso salvador e redentor. Hoje, quando nos preparamos para celebrar teu nascimento, pedimos que nos ajudes a valorizar o que significa teu nascimento, a darmos conta do amor do pai ao enviar-te para dar-nos a vida. Senhor, que durante estes dias antes do Natal, possamos conhecer-te mais, que cada vez aprofundemos mais e mais no amor que Tu tens por nós.
Que assim seja.

Oração:

Maria, mãe minha, nestes dias que estamos buscando entrar no clima da Natal, te pedimos ajuda para que tu intercedas por nós, para que, ao celebrar o nascimento de teu filho, nosso senhor, cada um de nós nos sensibilizemos mais e mais do amor do pai por nós, da importância do que fez Jesus, dignificando nossa vida com a tua. Intercede por nós, para que, neste Natal, nos aproximemos mais de teu filho.

Oração final:

Menino Jesus, tu és descendente de Davi, de Abraão, o filho de Maria Virgem; tu tens assumido a nossa história, formando parte dela. Tu, na plenitude dos tempos, quiseste nascer de uma mulher e ser um de nós, para nos demonstrar o grande e lindo valor que é ter uma mãe, uma família, pessoas do mesmo sangue, com quem partilhar a vida, sendo queridos e apoiados, crescendo como pessoas para termos sentimentos de unidade, carinho e afeto, de solidariedade e compreensão, imitando a tua família.

Menino Jesus, tu que tiveste uma família, abençoa a nossa e faz que nela os pais tenham sentimentos de entrega de amor e carinho, de interesse e sensibilidade, que se queiram e vivam um para o outro, e que os filhos sintam em todo momento o amor que tu nos tem por meio do amor dos pais. Menino Jesus, abençoa cada família e encha-as de amor e ternura, como o tiveste tu de tua mãe e de José.
Que assim seja.

Terceiro dia, 18 de dezembro

No terceiro dia da novena, a liturgia é direcionada à anunciação a José. Depois de ter colocado a imagem de Maria e de José no presépio, insira o estábulo, que significa a rejeição que ambos tiveram em Belém.

Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito aanto. Amém!
Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do ‘sim’ fecundo. Tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando a presença d’ele e sendo transformada por ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo e aprender de ti a levar Deus no coração e nos deixarmos transformar por tua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do ‘sim’ e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrarmos este Natal, tendo teu filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre. Que assim seja.

Oração:

José, surpreende e comove-nos a tua atitude, nesse momento tão difícil para ti, quando, conhecendo Maria, sabendo quem ela era, sucedia-lhe algo que tu não entendias, algo que para ti era inconcebível: como podia ela, tua prometida, ter te traído? Nesse momento, em vez de denunciá-la, porque era impossível que ela tivesse te enganado, decidiste arcar com toda a culpa e desaparecer, assumir toda a responsabilidade e ser tu quem pareceria como o irresponsável.

Preferiste isso a fazer algo contra aquela mulher que esperavas como esposa, mas que agora estava esperando um filho de alguém que tu não conhecias. José, bendita seja a tua delicadeza, tua nobreza, teu coração grande e sensível, por ser tão homem, tão digno, tão respeitoso a ti mesmo e à Maria.

Bendito seja por ter preferido sofrer as consequências do que prejudicar Maria; bendito seja por tua dignidade de homem. E por outro lado, José, ajuda os muitos casais que tem problemas, ajuda os que não sabem dialogar e encontrar a solução a dois. Ajuda, José, para que haja paz e harmonia nas famílias.

Oração:

Menino Jesus, tua mãe, que te concebeu por obra do espírito santo, levou-te dentro dela com todo amor, mas isso ocasionou que José, teu protetor, sentisse-se ferido por esta situação, e ante à incompreensão, preferiu abandoná-la. Menino Jesus, neste tempo em preparação para o teu nascimento, pedimos que derrames tua bênção sobre os casais que estão em dificuldades; ajuda-os para que saibam conversar, escutar ao outro, que deem espaço para o diálogo e o perdão. Menino Jesus, derrama tua graça sobre essas pessoas para que voltem a se querer como fizeram no início e agora se queiram mais tendo a ti.

Que assim seja!

Oração final:

José, homem justo e digno, homem respeitoso de si mesmo e de Maria, tu que tens se deixado ser guiado pelo espírito santo, olha e ajuda a todos os casais que vivem em dificuldades e incompreendidos, que são incapazes de escutar e compreender ao outro, que não encontram saída a seus problemas, que estão sofrendo e lhes sangram o coração. Tu, José, que viveste uma situação algo parecido, intercede por elas, acompanhe-as, fortalece-as, para que saibam se dar uma oportunidade, para que possam se escutar e abrir-se ao outro, para que possam atuar com o coração de Deus, para acertar, compreender e perdoar, para buscar entre os dois o caminho de saída, para que, iluminados pelo espírito santo, e sendo dócil à tua ação, possam olhar à frente, perdoar-se, esquecer e, assim, começar novamente uma nova vida, mais unidos, mais maduros, mais entregues, tendo Jesus no centro de suas vidas.
José, que as famílias que estão em conflito, sob tua intercessão, possam voltar a querer-se e serem felizes, como foram vocês em Nazaré. José, hoje e sempre, peço pelos casais em conflito e que, por tua intercessão, tenham a paz e a alegria que vem do senhor.
Que assim seja.

Quarto dia, 19 de dezembro

A liturgia introduz o fiel à experiência de Zacarias e o anúncio do nascimento do João Batista. No presépio de Natal, introduza a manjedoura vazia e faça uma oração ao menino Jesus.

Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!

Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do “sim” fecundo. Tu fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.

Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e nos deixar transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós, para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar e sermos curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do “sim” e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre.

Que assim seja.

Oração:

Senhor, é curioso ver o que fizeste com Zacarias, como não te agradou o fato de ele ter duvidado de ti e, por isso, o deixaste mudo, como lhe dera um tempo para que visse sua atitude. Sabes, senhor, melhor que continue agindo assim, porque, senão, nossa situação será bem difícil.

Em lugar de nos castigar, dá-nos sede de ti; em vez de nos deixar mudos como Zacarias, faz com que desejemos conhecer-te, estar contigo e deixar nossa vida em tuas mãos. Senhor, dá-nos tua graça para respondermos ao que tu nos pedes, como tu nos pedes.

Senhor, em algumas circunstâncias, faço como Zacarias, duvido e desconfio de ti, como não entendo o que me acontece. Há coisas que me fazem desconfiar de tua presença junto a mim. Muitas vezes, não o encontro nos acontecimentos do meu dia a dia, e isso me deixa muito triste, porque não consigo ver tua presença em algumas coisas que vivo.

Por isso, senhor, peço-te que, neste Natal, o senhor me dê um coração aberto e sensível à tua presença em minha vida. Que eu possa reconhecê-lo a cada momento em meu dia a dia e que possa interpretá-la de acordo com a tua vontade e teu amor.

Oração final: Menino Jesus, tu que vieste compartilhar a nossa vida, tu que quiseste se fazer um de nós, em tudo igual a nós, menos no pecado. Tu que nos conheces e sabes o que somos, olha nossa vida, nossas dificuldades, nossas dúvidas, nossos medos, nossa dor e nossas penas, e vem nos ajudar, nos consolar, vem dar-nos a graça para encontrarmos em ti a paz, a alegria e a esperança.

Menino Jesus, neste Natal, ajuda-nos a crer e confiar mais em ti, ajuda-nos a deixarmo-nos conduzir por ti, a esperar por tuas promessas
e que sejamos dóceis à tua ação. Menino Jesus, que, em nossas famílias, cresçamos na confiança e na segurança, que saibamos dar espaço à outra pessoa, que acreditemos nela, que a valorizemos, que a queiramos assim como tu a queres.

Menino Jesus, faz com que, neste Natal, cada um de nós saiba perdoar quem nos feriu e que isso seja curado pelo amor mútuo. Menino Jesus, ajuda-nos a viver a alegria do teu nascimento.

Que assim seja.

Quinto dia, 20 de dezembro

O centro das atenções é Maria. No presépio, coloque a vaca e o burro, que acompanharam o nascimento de Jesus.
Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!
Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do “sim” fecundo. Tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo e aprender de ti a levar Deus ao coração e deixarmo-nos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar, e sermos curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do “sim” e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-no a celebrar este Natal, tendo seu filho centro de nossas vidas. Maria, pede por nós, agora e sempre.
Que assim seja.

Oração:

Maria, virgem mãe, bendita sejas por haver acreditado no senhor, por haver posto em suas mãos, por haver permitido que o ele realizasse em ti o seu projeto e sua obra. Bendita, Maria, por ter nos ensinado como responder ao senhor, por nos ter mostrado que a fé se vive abrindo o coração para que o senhor atue em cada um de nós.

Maria, neste tempo de preparação para o Natal, intercede por cada um de nós, para que como tu, possamos, também, nós dizermos ao senhor o nosso “sim”, faça-se, para que ele realize o seu projeto de amor em cada um de nós.

Oração:

Senhor, nós te damos graças pelo testemunho e o exemplo que nos deixaste de tua mãe Maria. Graças senhor, porque Maria nos mostra a maneira de viver nossa vida de fé. Senhor, te pedimos que tu nos ajudes a ter as mesmas atitudes de Maria.

Faz senhor que creiamos, que confiemos em ti, que nos deixemos guiar pelo teu espírito santo, para que tu possas realizar em nós a tua obra salvadora. Senhor, ajuda-nos a viver o que tu nos pede, e que sempre com alegria e confiança te digamos: “que se faça em mim tua palavra, tua vontade”.
Que assim seja.

Oração final:

Maria, minha mãe, tu que soubeste responder ao senhor, que lhe abriste o coração para que fizesse em ti sua obra, para que te enchesse de seu espírito santo e te transformasse interiormente, para ser instrumento d’ele, para que seu filho viesse ao mundo; te pedimos que intercedas por nós e que peças ao senhor que, também, nos transforme interiormente, para que nós saibamos dizer-lhe: “Sim, faça-se em mim segundo tua palavra”.

Maria, ajuda-nos a ter teus sentimentos, ajuda-nos a confiar sempre no senhor, a desejarmos ser inundados por sua presença, pelo seu espírito santo. Maria, pede por nós e ensina-nos a deixar nossa vida nas mãos de teu filho e que ele nos faça instrumentos dóceis de sua presença para os demais. Maria, que como tu, sempre digamos ao teu filho: “Sim, faça-se em mim segundo tua palavra”.
Que assim seja.

Sexto dia, 21 de dezembro

O desprendimento de Maria é o que a Igreja propõe para o fiel meditar. É o dia de colocar os pastores no presépio, representando as pessoas humildes que acompanham o senhor.
Oração inicial:
Sinal da Cruz

Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do ‘sim’ fecundo. Tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.

Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti, a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar pela sua presença.

Maria, virgem grávida, nós te pedimos que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar, e sermos curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do ‘sim’ e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo teu filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.
Que assim seja.

Oração:

Maria, minha mãe, agradeço-te por teu testemunho, por teu exemplo, por tua prontidão e disponibilidade em estar atenta às necessidades de quem necessitava da tua ajuda. Agradeço por tua atitude de serviço e entrega, porque não duvidaste, nem demoraste a se fazer presente.

Agradeço por ter sido capaz de se desinstalar para ser sensível e solidária com Isabel. Maria, tu que sabias estar junto a quem necessitava de tua presença, tu que nos mostra como viver a vida, vem nos acompanhar nestes dias que, nos preparamos para o nascimento de teu filho. Vem, virgem santa, ajudar-nos a colocar nosso coração para receber teu filho.
Que assim seja.

Oração:

Menino Jesus, quando tua mãe chegou na casa de Isabel, João saltou de alegria em seu ventre e ela fez uma profissão de fé reconhecendo que era você quem a visitava, chamou sua mãe de “A mãe do meu senhor’. Agora, também nós queremos te dar um espaço em nossa vida, pretendemos que você venha e que tenhas um lugar especial.

Por isso, senhor, pedimos-te que nos ajude a tomar consciência do significado de teu nascimento, da grandeza desse acontecimento. Ajuda-nos a valorizar teu gesto de amor e que, este Natal, seja um tempo de profundo reconhecimento e ação de graças por tudo o que significa, e o senhor nasça em nosso meio.

Dê-nos de presente a graça de valorizar e reconhecer teu gesto salvador nascendo de mulher e sendo um de nós. Ajuda-nos para que, neste Natal, o senhor seja o centro de nossa celebração.
Que assim seja

Oração final:

Maria, virgem mãe de nosso senhor, levou o Deus da vida em tuas entranhas e lhe deu vida humana. Sendo a mãe de Deus, tu sabes ser serviçal e atenta às necessidades de tua prima Isabel, por isso, ajuda-nos a saber, ver e ser sensíveis às necessidades dos que nos rodeiam, a sermos capazes de renunciar a nós mesmos e ir ao encontro dos demais.

Ajuda-nos a sermos generosos em nosso tempo e com nossos bens para ajudar aos que necessitam, para que, como a senhora, estejamos disponíveis e abertos para nos dar aos demais. Maria, virgem mãe, que saiamos apressadamente sem demora, prontamente, ao encontro dos que necessitam de nossa ajuda.

Maria, que levemos Jesus e sejamos mensageiros da alegria e da paz, consolo e fortaleza, ajuda e solidariedade, para que, neste Natal, muitos possam reconhecer o teu filho como Deus e senhor, e que você seja hoje e sempre: “a mãe de nosso senhor” e nossa mãe.
Que seja assim.

Sétimo dia, 22 de dezembro

A liturgia prepara o nascimento de Jesus. No presépio de Natal, é hora de colocar as ovelhas. Elas demonstram como cada um deve louvar a Deus.
Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!
Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do “sim” fecundo. Tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.

Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e nos deixarmos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar, e ser curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do “sim” e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu filho como o centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre.
Que assim seja.

Leitura: Lc 1, 46-56
Oração:

Obrigado, Maria, por ser sensível à manifestação do senhor em tua vida. Graças por reconhecer o que és e por dar ao senhor o lugar que lhe corresponde em tua vida. Obrigado por dizer que o senhor foi quem fez em ti maravilhas. Obrigado por deixar que ele fizesse em ti o que fez.

Obrigado por confiar e crer n’ele. Obrigado por mostrar-nos, como o senhor atua e tem atuado na história, como está ao lado dos que n’ele confiam, e como se enfrenta o soberbos e orgulhosos, os egoístas e os prepotentes.

Obrigado por dar-nos a confiança de que, o senhor levanta os humildes e os famintos. Maria, intercede por nós, para que possamos fazer como tu fizeste, para ter os sentimentos que tu tivestes, para deixarmo-nos conduzir e ser cheios do senhor como tu foste.
Que assim seja.

Oração:

Senhor Jesus, tua mãe soube reconhecer e manifestar tua presença nela e na história, e por ter tido a sensibilidade de nos relatar como tu atuas, o que te agradas, quem são os teus privilegiados. Senhor, faz com que aprendamos dela a reconhecer a tua presença em nosso dia a dia, que possamos descobrir-te em cada acontecimento, e sabendo como és, como ages, o que gostas, saibamos confiar e esperar em ti, senhor, assim como tua mãe, que reconheceu tudo o que o pai fez nela. E que, da mesma maneira, possa atuar e saber que sem ti não sou nada, e que és tu quem faz tudo em mim.
Que assim seja.

Oração final:

Menino Jesus, assim como tua mãe, vimos a ti para lhe agradecer e bendizer-te por tudo o que fazes em nós e por nós. Agradecemos-te e bendizemos, porque quisestes nos redimir a partir de nossa própria natureza, porque se fizeste um de nós, sendo tu em tudo semelhante a nós, menos no pecado, porque, assumindo nossa vida, nos deste vida com tua vida.

Damos-te graças e te bendizemos, porque com teu nascimento dignificaste nossa natureza, nos mostrastes o quanto é sagrada a vida, porque dignificastes a mulher, nascendo tu mesmo de Maria Virgem. Glorificamos-te, porque, com teu nascimento, tu dás fortaleza e alegria, nos enche de gozo e consolo, nos faz renascer na esperança, nos mostras que tu estás conosco.

Bendito e louvado sejas, porque és o Deus que vive e nos dá a vida, que nos conheces por dentro e que nos enche de amor. Bendito e louvado sejas por teu nascimento e por tua vida e redenção. Bendito e louvado sejas hoje e sempre!
Que assim seja.

Oitavo dia, 23 de dezembro

A liturgia apresenta o nascimento de João Batista. No presépio de Natal, coloque a estrela.
Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!
Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do “sim” fecundo. Tu que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e nos deixarmos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoarmos e sermos perdoados, de voltar a amar e sermos curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós

Maria, virgem do “sim” e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo teu filho como o centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.
Que assim seja.

Leitura: Lc 1,57-66

Oração:

Senhor Jesus, vendo como teu pai atuou na vida de Zacarias e Isabel, como lhes preparou um projeto de amor e como João foi a alegria deles, pensa-se no grande e maravilhoso mistério que é ter uma família, ter um pai e uma mãe, e poder dizer que temos um lugar. Senhor, vendo o amor que tu manifestastes a Zacarias e Isabel, dando-lhes um filho, dou-te graças por meu pai e minha mãe, pela generosidade deles em me dar a vida.

Bendito seja o senhor pelo amor dos meus pais, que é reflexo e manifestação do amor que tu tens por mim. Obrigado, senhor, porque me amaste por meio dos meus pais.

Obrigado, porque minha mãe me quis e cuidou de mim dentro de si e depois me deu à luz. Obrigado pelo nome que tenho.

Obrigado, porque tens o meu nome escrito na palma de tuas mãos. Obrigado, senhor, porque para ti eu sou único e irrepetível. Obrigado, senhor, porque existo e posso te louvar por ter me dado a vida, ter me dado um pai e uma mãe.
Que assim seja.

Oração: Senhor, vendo como tu deste a graça a Zacarias e à Isabel para gerar uma vida, para serem pais em sua velhice, e como eles souberam responder ao convite que tu lhes fizeste, peço-te que abençoe cada pai e cada mãe de família. Que cada pai tenha a fortaleza que teve Zacarias, a fé e a entrega de José, a disposição e abertura de coração para ser em todo momento um instrumento teu, para que os filhos vejam nos pais um exemplo e testemunho.

Encha também, senhor, o coração de cada mulher que é mãe, para que com tua ternura e teu amor possam transmitir o amor que tu nos tens. Faz, senhor, que nossos filhos encontrem a alegria e a felicidade na alegria de teus filhos. Que cada família seja reflexo da tua Família. Que em todas haja paz, amor, alegria e felicidade, como havia na tua.

Que assim seja.

Oração final:

Senhor Jesus, estamos chegando ao fim de nossa novena, tua festa está chegando, e isso nos enche de alegria, pois vemos que tu, o Deus eterno e todo-poderoso, quiseste ter uma família, buscaste uma mulher para ser tua mãe, tiveste José como pai e com eles formaste uma família. Foi onde aprendeste a arte de viver, onde recebeste carinho e afeto, onde sentiste o abraço de uma mãe, onde tiveste a mão firme de um pai, de quem aprendeste a dar valor à vida.

Senhor, nesta véspera da noite feliz, pedimos-te que encha de bênçãos este lugar, que possamos sentir tua presença em meio a nós, que tu sejas o centro de nossa vida, inundando-nos de amor e paz, que nos concedas a graça de nos querer cada vez mais, que cada dia nossa família cresça no amor, na compreensão, na entrega mútua, em interesse e preocupação com o outro.

Senhor, tu que tiveste uma família, abençoa a minha, encha-nos de graça para que cada dia te imitemos mais e mais, e busquemos viver como vocês viveram. Senhor Jesus, abençoa-nos, e que amanhã, ao celebrar o teu nascimento, sintamos-te junto de nós e tu nos encha de alegria e paz.

Que assim seja.

Nono dia, 24 de dezembro

Chega ao fim a Novena de Natal. Nasceu o filho de Deus do ventre de Maria. No presépio, coloque o anjo à meia-noite e depois reúna a família para levar o menino Jesus.

Oração inicial:

Em nome do pai, do filho e do espírito santo. Amém!

Maria, virgem grávida, mulher de Deus, virgem do “sim” fecundo. Tu, que fecundaste ao verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e deixarmo-nos transformar por sua presença.

Maria, virgem grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu filho em nossa vida. Maria, virgem mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar e sermos curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.

Maria, virgem do sim e da realização, virgem mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo teu filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.

Que assim seja!

Oração:

Senhor, é hoje a noite feliz. Hoje, todos estamos contentes. Há muito movimento, muitos preparativos, há ambiente de festa. Tanto os que creem em ti quanto os que não creem, hoje, celebram o Natal.

Em algumas casas nascerás, e em outras haverá apenas árvores com luzes, mas igualmente tu estarás aí. Hoje, é noite feliz, e nós que cremos em ti celebramos o teu nascimento.

Hoje, é um dia do qual não podemos nos esquecer, porque é a manifestação mais plena e eloquente de que tu és um Deus amigo, alguém presente em nossa vida, que se interessa por nós, que nos ama com amor infinito, até querer ser um de nós. Hoje, é o dia por excelência, pois tu vieste nos dar vida com tua vida, com teu nascimento nos devolveu a vida de Deus.

Hoje, senhor, celebramos tua fidelidade e teu amor sem limites, e é por isso que São João nos diz: “Tanto Deus amou o mundo, que nos enviou seu próprio filho”. Sim, senhor, hoje é a festa do amor e da fidelidade, é a tua festa, porque tu nos deste a vida vindo viver nossa vida.
Obrigado, Senhor!

Oração:

Senhor, hoje a liturgia nos apresenta o canto de Zacarias, onde quer manifestar o que é o teu amor, nos que mostrar como e de que maneira tu atuas. Tu cumpres o que prometes e tudo faz por amor, para ti não conta a nossa infidelidade, mas que tu continuas nos amando e sendo fiel, mesmo sem ser amado.

Senhor, nesta noite santa, quando celebraremos o Natal, pedimos-te que nos ajudes a valorizar o que é ter fé em ti. Que nesta noite, cada um de nós possa renovar sua fé, e que não nos cansemos de te agradecer, porque és um Deus formidável e excepcional, único, cheio de amor e ternura, alguém que faz até o impossível para demonstrar o quanto nos ama.

Senhor, renova-nos em teu amor, enche-nos de alegria e gozo como tua mãe santíssima, e que o canto dos anjos inunde os nossos corações e nos faça experimentar tua paz e alegria. Senhor, que nesta noite possamos sentir a alegria do céu.
Que assim seja!

Oração de Natal

Oração final:

Menino Jesus, o Deus vivo e verdadeiro, o todo-poderoso e eterno, que assumiu nossa natureza para se fazer um de nós, que quiseste compartilhar nossa vida para nos redimir. Tu que quiseste experimentar o calor de um abraço, a ternura de um beijo de uma mãe, os braços fortes de um pai, que quiseste ser cuidado por uma mãe.

Não há Deus igual a ti, que se empenhe em estar junto de nós. Tu és o Emanuel, o Deus conosco, que nasceste para dar a vida.
Conceda-nos que, nesta noite santa, cada família sinta tua paz e tua alegria. Que sintamos o gozo que sentiram os pastores, que cada um tenha a paz de tua mãe, que todos experimentemos o gozo do céu que se sentiu na terra.

Que, nesta noite santa, tu, Menino Jesus, no dia de teu aniversário, dê-nos a tua bênção e fique para sempre em nossa casa. Hoje e sempre, encha-nos de bênçãos.

Que assim seja.

Quer aprender mais sobre novena? Deixe seu comentário abaixo com dúvidas e sugestões sobre o tema. E conheça outras orações.

Não deixe de ler a oração de Natal e celebre o nascimento de Jesus.

COMPARTILHE