Orações

Oração de São Brás: ore e conheça mais sobre esse importante santo

oracao de sao bras

Bispo, médico e mártir da Armênia, São Brás tornou-se conhecido por realizar curas na garganta. Ele foi um homem de fé que não só curava as pessoas de suas doenças, mas também dos males da alma, pois tinha grande compaixão dos mais necessitados e usava de seu oficio para ajudar a todos sem discriminação. Conheça neste artigo a breve história e a oração de São Brás.

Oração de São Brás

Além da Benção de São Brás ou Benção da Garganta existe também uma oração a São Brás muito evocada em momentos não só de aflição, mas também de agradecimento por seus devotos e fiéis. Vamos conhecê-las?

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Oração de São Brás mais famosa

Ó glorioso São Brás,
que restituístes com uma breve oração
a perfeita saúde a um menino que,
por uma espinha de peixe atravessada na garganta,
estava prestes a expirar,
obtende para nós todos
a graça de experimentarmos
a eficácia do vosso patrocínio
em todos os males da garganta.
Conservai a nossa garganta sã e perfeita
para que possamos falar corretamente
e assim proclamar
e cantar os louvores de Deus.
Amém

Oração de São Brás para resolver males da garganta

São Brás que é o refúgio de todos aqueles fiéis nos momentos de maior aflição, quando o assunto é mal de garganta, engasgo com espinha de peixe, brinquedos, objetos pontiagudos, alguma doença de difícil cura ou mesmo uma laringite, faringite ou amigdalite, abençoe a todos em sua infinita caridade. Não nos deixeis adoecer, livrando-nos de qualquer mal e de qualquer perigo. Coloque suas mãos milagrosas sobre nossas gargantas e afaste toda a impureza ou malignidade que possa se apoderar de nós. Rogai por nós, São Brás!”

Oração de São Brás para pedir sua benção

Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. São Brás, rogai por nós.

Amém.

Oração a São Brás contra todos os males

Glorioso mártir São Brás, esperança de quem vos invoca e fortaleza daqueles que vos procuram, ainda que indigno servo vosso, com toda a reverência invoco o vosso eficaz patrocínio, pedindo-vos que alcançais perfeita saúde para meu corpo, segundo o beneplácito de Deus. Fazei que, robustecido na alma e no corpo, não pertença ao número daqueles que desalentam no caminho da perfeição cristã, mas antes que prossiga nele com coragem e confiança, a fim de alcançar a graça divina que me conduza, depois da morte, à glória eterna, para convosco, á mártir São Brás, louvar e agradecer a Deus por todos os séculos do séculos.
Amém.

Oração pedindo intercessão de São Brás

O Padre Reginaldo Manzotti publicou em suas redes sociais a oração pedindo intercessão de São Brás. Confira abaixo o vídeo completo e a oração redigida:

Senhor, por intercessão de São Brás, hoje Vos pedimos: livrai-nos dos males da garganta.
Que nossas palavras sejam de verdade e não de mentira. De amor e não de ódio. De esperança e não de desilusão. De fé e não de descrença. De bondade e não de inimizades.
Senhor Jesus, que minhas palavras sejam de luz e não de trevas. De ânimo e não de desgosto. Senhor, que as palavras possam edificar o Teu reino e nos fazer, de fato, a sua imagem e semelhança.

A vida de São Brás

São Brás nasceu na cidade de Sebaste, na Armênia, perto do ano 300. Já adulto, começou a se questionar sobre sua profissão de médico, pois queria servir a Deus, mas não sabia como. Resolveu, então, tornar-se um eremita e ficar em constante oração. Assim, viveu numa gruta por muitos anos.

Quando o Bispo local morreu, a população de toda a região que já conhecia os milagres e benfeitorias feitos por São Brás foi ao seu encontro, pedindo que ele se tornasse padre para tomar conta do povo de Deus.

São Brás aceitou o pedido e foi morar na cidade. Estudou e se ordenou padre. E, não muito tempo depois, foi sagrado Bispo. Construiu uma casa para abrigar a Diocese aos pés da gruta em que ele morou e dali comandava a igreja de toda a região.

São Brás viveu num tempo em que a Igreja foi duramente perseguida pelo imperador do Oriente, Licínio, que era cunhado do imperador do Ocidente, Constantino. Por motivos políticos e por ódio, o imperador Licínio começou a perseguir os cristãos, pois sabia que Constantino era a favor do Cristianismo.

O prefeito de Sebaste, dentro deste contexto e querendo agradar ao imperador, por saber da fama de santidade do bispo São Brás, enviou os soldados para o Monte Argeu, lugar que esse importante santo fez sua casa episcopal.

Diante disso, São Brás foi preso, mas mesmo encarcerado, muitas pessoas visitavam o Santo na prisão para vê-lo e pedir orações. São Brás, apesar do sofrimento das torturas, atendia a todos com conselhos e orações.

O milagre de São Brás

Um dia, uma mãe desesperada procurou São Brás, pois seu filho estava quase morrendo com um espinho encravado na garganta. São Brás olhou para o céu, rezou e, em seguida, fez o sinal da cruz na garganta do menino. No mesmo instante, a criança ficou milagrosamente curada.

Por esse milagre, até os dias de hoje, São Brás é invocado para curar os males da garganta. Este fato tornou São Brás ligado a intercessão pela dor de garganta. Por isso, em muitos lugares existe a “Bênção da Garganta” feita com duas velas unidas e colocadas sobre o pescoço dos fiéis.

“Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. São Brás, rogai por nós. Amém.” (Bênção de São Brás, conhecida também como Benção da Garganta).

Aqui é importante destacar o duplo significado que as velas têm nesta benção. Documentos atestam que durante o cativeiro, na escuridão do calabouço, São Brás obteve de presente um par de velas, com as quais recebia luz e calor. Por isso, na representação iconográfica, o santo aparece portando duas velas.

Entretanto, as velas unidas no momento da benção também representam todo o belo simbolismo da luz de Cristo, que ilumina a todos, com sua vinda e sua palavra, como reconheceu o velho Simão, ao acolher o menino Jesus em seus braços.

As orientações dos livros litúrgicos da Igreja pedem que toda bênção seja precedida pela Proclamação da Palavra afim de evangelizar todo gesto e para torná-lo, até o mais simples, expressão de fé e da vontade de viver a Luz e o Amor pascal de Cristo. Visto que as bençãos objetivam unir a vida cotidiana, com suas pequenas mas significativas e às vezes duras realidades, ao Espirito do Senhor.

O martírio de São Brás

Diante da recusa de São Brás em renegar sua fé cristã, Licídio ordenou a decapitação do santo com uma espada. Era o dia 3 de fevereiro de 316. Assim, a data de seu martírio ficou marcada e é comemorada desde então.

Até o ano de 732, o corpo e as relíquias de São Brás ficaram na catedral de Sebaste, na Armênia, depois quando seriam levadas para Roma, uma tempestade conduziu o barco até a cidade de Maratea, em Potenza, ao sul da Itália, onde os moradores fizeram uma Igreja e posteriormente a Basílica de São Brás , mudando o nome do local para “Monte São Brás”. Na época, o santo armênio também foi declarado patrono da localidade.

O culto a São Brás

Seu culto se expandiu, tanto no Oriente quanto no Ocidente, a partir do século VIII, invocando-se suas bênçãos para doentes e animais por associação aos milagres que lhe foram atribuídos.

Seus emblemas são as duas velas cruzadas, mas também é possível encontrar representações dele junto a um rastelo. Até hoje em algumas cidades da Espanha, Campanário (em Ribeira Brava, Portugal) e algumas localidades da América Latina, as mães levam todos os anos os filhos para benzerem a garganta.

 

 

COMPARTILHE