Religião Católica

Papa João Paulo II: conheça a história completa do papa

Papa João Paulo II

Karol Józef Woftyla é o nome do Papa João Paulo II. Nascido em 18 de maio de 1920, em Wadowic na Polônia, era o irmão caçula do grupo de três filhos de Karol Woftyla.

Papa João Paulo II exerceu o papado e foi chefe da Igreja Católica por 26 anos. E após 9 anos de seu falecimento, em 2014, o Papa João Paulo II foi canonizado.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Quer saber mais sobre o Papa João Paulo II? Continue a leitura!

História de Papa João Paulo II

Papa João Paulo II, ou Karol Józef Woftyla, nasceu na Polônia, na cidade de Wadowice em 18 de maio de 1920.

Seus pais eram Karol Woftyla e Emília Kaczorowska, que também tinham outros 2 filhos: Olga e Edmund, que infelizmente morreram cedo. O Papa além de perder seus irmãos cedo, também perdeu sua mãe quando tinha apenas 9 anos.

O Papa João Paulo II foi batizado com menos de 1 mês de vida, em 25 de julho de 1920. Quando completou 9 anos fez a Primeira Comunhão e mais tarde recebeu o sacramento da Crisma aos 18.

Sua juventude

Após ter feito seus 18 anos em 1938, o Papa João Paulo II e seu pai se mudaram para Cracóvia, onde se matriculou na universidade de Jagellonica para estudar a filologia, línguas e teatro.

Tudo ocorria bem na vida do Papa João Paulo II, até que em 1939 as forças de ocupação nazista invadiram e fecharam a universidade em que estava estudando, por causa disso João Paulo II foi forçado a ir trabalhar de 1940 até 1944.

O Papa João Paulo II trabalhou em vários empregos, como por exemplo de operário numa mina de calcário e em uma indústria química; teve que fazer isso para não ser deportado para a Alemanha, pois era o começo da Segunda Guerra Mundial e já tinha tido contato com a comunidade judaica de sua cidade (em jogos de futebol que eram disputados entre times de judeus e católicos), ele “fugiu” para sobreviver e se sustentar.

Mas em 1941, com 21 anos, seu pai morreu e Papa João Paulo II ficou como o último sobrevivente da família, foi a partir da morte de seu pai que começou a pensar em virar sacerdote. E logo em seguida no ano de 1942 começou a estudar no seminário clandestino em Cracóvia.

Vida acadêmica de Papa João Paulo II

Quando terminou seus estudos no seminário de Cracóvia , Papa João Paulo II foi ordenado a ser padre em 1 de novembro de 1946, que é a data do Dia de Todos os Santos, foi ordenado pelo seu tutor, o arcebispo Adam Sapieha. E no dia seguinte, na Catedral de Watel, Papa João Paulo II realizou sua primeira missa.

Depois em Roma, foi estudar Teologia na Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino, onde conquistou sua primeira licença, e com a tese A Doutrina da Fé, seu primeiro doutorado em Teologia.

Após voltar à Polônia para sua primeira missão, Papa João Paulo II foi transferido para a paróquia de São Floriano em março de 1949, e ainda na Cracóvia ele estudou Ética na Universidade Jaguelônica e depois, Universidade Católica de Lubin.

Obteve seu segundo doutorado em Filosofia em 1954, com uma tese baseada no fenomenologista Max Scheler, mas só foi receber o diploma aproximadamente 5 anos depois, por conta da intervenção comunista na época.

Episcopado de Papa João Paulo II

Episcopado de Papa João Paulo II

João Paulo II foi o antecessor do Papa Bento e do Papa Francisco. O episcopado de Papa João Paulo  II iniciou quando o Cardeal e Arcebispo de Viena Franz König sugeriu aos colegas eleitores um candidato que aprovava: Karol Józef. E depois da oitava votação, foi eleito para o papado, com 99 votos de 111 participantes.

Como foi escolhido papa

Papa João Paulo II foi primeiro papa de origem não italiana entre os 455 que o antecederam. Na listas dos papas foi o 265º pontífice. Foi considerado o mais jovem eleito, com apenas 58 anos, depois de Pio IX, que foi eleito quando tinha 54.

Quando foi escolhido

Karol foi eleito papa no dia 16 de outubro, no ano 1978, e também escolheu seu próprio nome papal: João Paulo II.
Papa João Paulo II foi o chefe supremo da Igreja Católica por 26 anos, 5 meses e 17 dias (desde 16 de outubro, até a data de seu falecimento em 2 de abril de 2005), sendo o terceiro papado mais longo da história.

Quais foram suas conquistas

João Paulo II exerceu sua missão de maneira incansável e um grande espírito evangelizador. O papa João Paulo II realizou 104 viagens para fora da Itália e 146 no interior do país, visitou também 317 das 333 paróquias romanas.

Executou suas missões com grande fé e amor no Espírito Santo, se esforçou para fazer seu papel, já que foi um dos Papas que mais viajou na história; visitou 129 países durante seu pontificado.

Com sua vocação, Papa João Paulo II canonizou 483 santos e beatificou 1340 pessoas, um número maior do que todos os predecessores juntos.

Após sua morte, foi proclamado Beato em 1 de maio de 2011. Três anos depois, em 27 de abril de 2015, foi declarado Santo junto com o Papa João XXIII.

Frases do Papa João Paulo II que deixaram sua marca

Frases do Papa João Paulo II

Confira abaixo algumas das frases mais famosas de João Paulo II:

A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser humano.

Confiança mútua, repúdio às armas e respeito pelas leis internacionais são os únicos meios capazes de dar vida ao processo de paz.

Não há paz sem justiça, não há justiça sem perdão.

A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser humano.

As armas não fazem o destino de um homem, mas podem por em risco toda a humanidade.

O amor é a fundamental e originária vocação do ser humano.

COMPARTILHE