Santos

Santa Catarina de Sena: conheça a história da doutora da Igreja

Santa Catarina de Sena

Existem duas santas com o mesmo nome: Santa Catarina de Alexandria e Santa Catarina de Sena. Neste artigo, você descobrirá quem foi Santa Catarina de Sena, sua canonização, história de vida, data de celebração da santa, e muito mais! Confira:

Santa Catarina de Sena: a doutora da Igreja

Muito confundida com Santa Catarina de Alexandria, Catarina de Sena nasceu em 25 de março de 1347 na cidade de Sena, na Itália.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Catarina Benincasa foi criada junto a 25 irmãos, e recebeu educação católica desde cedo. Consagrou sua virgindade a Cristo aos 7 anos de idade e entrou para a Ordem Terceira Dominicana aos 16. Vivendo em uma época marcada por guerras e pobreza, Catarina cresceu com uma saúde frágil e não teve condições de estudar.

Na sua fase adulta, Catarina se tornou mestra. Como era analfabeta, ela ditava cartas que orientava as pessoas a praticarem a misericórdia e caridade, e a se esforçarem na busca pelo entendimento e pela paz.

Naquele período, a sede da Igreja estava na França e dois papas disputavam a Cátedra de São Pedro. Inspirada por Deus, Catarina de Sena passou a viajar na Itália e em outros países pregando a palavra de Deus, ditando cartas aos reis, aos governantes católicos, aos cardeais e bispos. Finalmente, ela conseguiu que o Santo Padre Urbano VI voltasse para Roma e assumisse o governo da Igreja.

Em uma época marcada pela peste negra, que dizimou quase um terço da população da Europa, Catarina permaneceu ao lado dos enfermos. Ela lutou por sua recuperação e curou várias pessoas através do seu empenho e das suas orações.

Obras de Santa Catarina de Sena

Com toda sua sabedoria, Santa Catarina de Sena deixou grandes obras literárias. Seu livro mais importante é o “Diálogo sobre a Divina Providência”, obra que foi ditada por ela e que é lida e estudada até hoje.

Vítima de um derrame aos 33 anos de idade, Catarina de Sena faleceu em 29 de abril de 1380. Menos de um século após seu nascimento, em 1461, foi canonizada pelo Papa Pio II. Sua cabeça foi mumificada e encontra-se em Sena. Seu corpo foi enviado para Roma e hoje está na Igreja de Santa Maria Sopra Minerva.

Padroeira e homenagens

Devido à grandeza de sua obra, em 1970 o Papa Paulo VI declarou Santa Catarina de Sena como a Doutora da Igreja. No ano 2000, o Papa João Paulo II proclamou Santa Catarina de Sena como co-padroeira da Europa, ao lado de Santa Teresa Benedita da Cruz e Santa Brígida da Suécia.

Santa Catarina de Sena é a padroeira dos enfermeiros e protetora contra as tentações sexuais e os abortos naturais.

Dia de Santa Catarina de Sena

Em homenagem ao dia de sua morte, em 29 de abril é celebrado o Dia de Santa Catarina de Sena.

Oração a Santa Catarina de Sena

Ó notável maravilha da Igreja, serva virgem, que por causa de suas extraordinárias virtudes e pelo que conseguistes para a Igreja e a Sociedade fostes aclamada e abençoada por todos.

Volte teu bondoso olhar para mim, que confiante na tua poderosa proteção pede com todo o ardor da afeição e suplica a ti que obtenha pelas tias preces o favor que ardentemente desejo (dizer aqui a graça desejada).

Com tua imensa caridade recebestes de Deus os mais estupendos milagres e tornou-se a alegria e a esperança de todos nós que oramos a ti e rogamos ao teu coração tu recebestes do Divino Redentor.

Serva e virgem, demonstre de novo o seu poder e da sua caridade e o seu nome será novamente exaltado e abençoado e consiga para nós, a graça suplicada com a eficácia de sua intercessão junto a Jesus e ainda a graça especial de que um dia estejamos juntos no Paraíso em eterna alegria e felicidade. Amém.

 

Oração a Santa Catarina para o amor

Minha beata Santa Catarina, vós que sois bela como o sol, formosa como a lua e linda como as estrelas, vós que entrastes na casa de Abraão, e abrandastes 50 mil homens, todos bravos como leões, assim peço-vos Senhora, que abrandais o coração de (Fulano/a), para mim.

(Fulano/a), quando tu me vires, esmerarás por mim. Se estiveres dormindo, não dormirás, se estiveres comendo, não comerás. Não sossegarás enquanto comigo não vieres falar. Por mim chorarás, por mim suspirarás, assim como a Virgem Santíssima chorou por seu Bendito Filho.

(Três vezes repetir o nome da pessoa amada; bater com o pé esquerdo no chão enquanto repete o nome), debaixo do meu pé esquerdo eu te arremato, seja com três seja com quatro, seja com a parte do coração.

Se estiveres dormindo não dormirás, se estiveres comendo não comerás, se estiveres conversando não conversarás; não sossegarás, enquanto comigo não vieres falar, contar o que souberes e dar o que tiveres.

Me amarás entre todas as mulheres do mundo, e eu para ti parecerei uma rosa fresca e bela.

Amém.

COMPARTILHE