Santos

São Cristóvão: conheça a história do Condutor de Jesus

São CristóvãoSão Cristóvão

Seu verdadeiro nome era Réprobo e foi o filho primogênito do rei de Canaã. Também nasceu em Canaã, no século lll, São Cristóvão é considerado um mártir cristão, ou seja, aquele que morre por uma causa. Mesmo sabendo muito pouco sobre sua trajetória de vida, é um dos santos mais populares e importantes do mundo! Conheça sua história.

História de São Cristóvão

Quem foi e a quem serviu

A história de São Cristóvão começou quando ele, após crescer e virar um homem grande e forte, percebeu que algo não estava certo enquanto servia o Rei de Canaã, e após sentir isso, saiu em busca de um Rei mais poderoso, queria encontrar e servir ao Rei dos reis.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Após servir ao Rei de sua cidade natal, Cristóvão decidiu que deveria servir ao demônio, pois ele era muito temido, e assim chegou na conclusão de ser o mais forte.

Enquanto passava por um deserto, Cristóvão encontrou um homem com uma aparência horrível e esse homem era justamente Satanás. Pediu para servi-lo e foi aceito de imediato.

São Cristóvão descobre que Jesus Cristo é muito maior

Um dia enquanto caminhavam juntos, ao avistarem uma cruz na estrada, o Demônio decidiu fazer um desvio longo e cansativo para passar bem longe dela. Cristóvão ficou intrigado e perguntou o por quê de todo esse trabalho; e então o demônio respondeu: “Tenho medo da cruz, pois uma vez houve um homem chamado Jesus Cristo que, por meio de Sua morte na Cruz, trouxe a salvação para a humanidade, e quando vejo Seu sinal, fico aterrorizado e fujo dele.” Dito isso, Cristóvão percebeu que Jesus Cristo era superior a Satanás e saiu para o encontro de seu verdadeiro Senhor.

A busca de São Cristóvão pelo Criador

Diante de suas incansáveis buscas, encontrou um eremita que disse que para encontrar Jesus Cristo teria que levar uma vida de jejum e orações, mas Cristóvão não achou que fosse capaz de fazer isso e rejeitou. Com isso, o eremita então sugeriu que com sua estatura física ele seria capaz de ajudar a fazer a travessia de pessoas em um rio próximo que era perigoso e Cristóvão aceitou essa proposta e decidiu que esse era seu caminho para achar o Criador.

Em uma noite, uma criança apareceu em sua humilde casa próxima ao rio e pediu ajuda para atravessá-lo. Cristóvão pegou seu cajado, colocou a criança em seus ombros e entrou no rio. Nesse caminho Cristóvão percebeu que algo estava errado e que quanto mais andava, mais agitado ficava o rio e mais pesada a criança ficava; mas com muito esforço conseguiu levar o menino com segurança.

Após deixar o garoto em terra firme disse que era como se ele estivesse carregando o mundo todo em seus ombros, e foi aí que o garoto respondeu: “Bom homem, não te espantes, pois não só carregaste o mundo inteiro como também o dono do mundo. Eu sou Jesus Cristo, o Rei que estás a servir neste mundo, e, para que saibas que digo a verdade, põe teu cajado no chão junto à tua casa e amanhã verás que ele estará coberto de flores e de frutos”. Foi assim que ele conheceu Jesus e recebeu o nome de Cristóvão – O condutor de Cristo.

O milagre do reflorescimento e sua morte

Depois do grande dia, São Cristóvão partiu para Lícia – nome de uma região da antiga Ásia Menor, onde hoje estão localizadas as províncias de Antália e Muğla – ao encontro de cristãos que estavam na prisão para amenizar seus sofrimentos, e quando foi descoberto, foi muito espancado por homens que o seguiam e quando todos achavam que ele seria derrotado, jogou o seu cajado no chão pedindo a Jesus Cristo para reflorescer as flores e frutas como tinha feito em sua casa. Isso aconteceu diante de mais de 8 mil pessoas, que agora também tinham fé.

Logo após o ocorrido, Cristóvão foi levado ao rei, que fez de tudo para fazer com que desistisse e se opusesse a sua fé mas ele permaneceu mais forte do que tudo. Sua fé era inabalável e tão forte quanto seu físico. O que o rei fez foi completamente em vão. No dia seguinte, São Cristóvão foi decapitado após a ordem do imperador Décio.

A importância de São Cristóvão

A importância de São Cristóvão

Cristóvão precisou conhecer o lado obscuro. Chegou a ser servo de Satanás, porque o julgava como mais forte e poderoso, para então entender que a força do mal e do pecado nunca se igualaria ao poder e ao amor de Jesus Cristo, que morreu na cruz por todos os pecados da humanidade. Mesmo assim, quando buscou a Deus, o Criador o aceitou como seu servo e ainda o fez testemunha de seus milagres, e mais a frente o usou para que uma multidão também pudesse testemunhar a existência da força divina.

Cristóvão foi usado justamente com o que seu coração se disponibilizou a fazer para encontrar Deus. A travessia do rio, acabou por conduzi-lo ao seu encontro surpreendente com o Criador.

Causa de São Cristóvão

É muito comum rezarem para São Cristóvão antes de sair de carro, de fazer uma viagem, e isso se deve por que foi ele que fez a travessia de Jesus, que o levou para o caminho do Senhor. Sua causa é a segurança de viajantes e motoristas e por isso se tornou o padroeiro deles.

Oração de São Cristóvão

Ó São Cristóvão, que atravessastes a correnteza furiosa de um rio com toda a firmeza e segurança,
porque carregáveis nos ombros o Menino Jesus, fazei que Deus se sinta sempre bem em meu coração, porque então eu terei sempre firmeza e segurança no guidão do meu carro e enfrentarei corajosamente todas as correntezas que eu encontrar, venham elas dos homens ou do espírito infernal.
São Cristóvão, rogai por nós.

Conheça outras orações de São Cristóvão.

Dia de São Cristóvão

De acordo com a Igreja Católica, é no dia 25 de julho que é celebrado o dia de São Cristóvão, protetor dos motoristas. É uma data religiosa que homenageia o santo e que também coincide com o Dia dos Motoristas.

O calendário ortodoxo tem algumas diferenças, e para eles o Dia de São Cristóvão é celebrado no dia 9 de maio.

Padroeiro de Matupá

São Cristóvão é padroeiro de Matupá, que fica localizada em Mato Grosso. Nesse dia, é feriado municipal para comemorar o dia de um dos santos mais populares.

A tradicional festa é celebrada no Pavilhão de São Cristóvão com diversas atrações como a carreata com a benção dos carros, missa e muitos festejos em homenagem ao padroeiro da cidade.

Igrejas dedicadas a São Cristóvão

No Brasil existem diversas igrejas de São Cristóvão, o santo padroeiro de viajantes e condutores é muito venerado em nosso país que é super extenso e ligado por diversas rodovias.

Motoristas e familiares de caminhoneiros são muito devotos deste intercessor que tem a missão de conduzir fiéis em segurança por onde andam. Essa devoção levantou muitas igrejas nos quatro cantos do país. As principais Igrejas dedicadas a São Cristóvão ficam localizadas em São Paulo, Curitiba e Campinas.

São Paulo

O edifício foi construído originalmente em 1855 e inaugurado em 1856. Antes de se tornar a Paróquia do santo foi a Capela do Seminário Episcopal. Ela está localizada na Avenida Tiradentes, no bairro da Luz, zona central de São Paulo.

A paróquia também já foi restaurada em 2001 por conta de sua estrutura simples que estava se deteriorando e até hoje é muito procurada e visitada por fiéis que procuram proteção.

Curitiba

Em 1927, o Sr. Francisco Prochaska e sua esposa dona Bárbara vieram residir na localidade da Igreja e em 1928 iniciaram o ensino do catecismo.

O início da construção da Igreja, que fica localizada na R. Santa Catarina ,no Bairro Guaíra, nº 1779, começou em 1957. E após um tempo, no dia 27 de julho de 1958 foi decretada a criação da nova Paróquia de São Cristóvão pelo Arcebispo Dom Manoel da Silveira D’Elboux.

Campinas

A Paróquia de São Cristóvão que fica localizada na R. Sumaré, nº 50, pertence à Arquidiocese de Campinas. Ela é uma Igreja Católica Apostólica Romana que foi fundamentada com os ensinamentos de Cristo.

Antes de ser instituída canonicamente em 6 de julho de 1966, a Igreja era dedicada a Nossa Senhora de Fátima e não à São Cristóvão. Depois se ter sido instituída que se tornou a Paróquia de São Cristóvão.

Acesse também o artigo sobre as Igrejas de São Cristóvão.

Gostou de conhecer mais sobre a vida de Cristóvão? Então não deixe de descobrir mais sobre a história de outros santos:

COMPARTILHE