Santos

São João Batista: o primeiro apóstolo de Jesus

São João BatistaSão João Batista

São João Batista foi um pregador judeu, era primo de Jesus e batizou o enviado de Deus à Terra no rio Jordão. Sem dúvida, um currículo invejado para um homem só, mas aqui no Brasil esse santo é popularmente conhecido por um dos eventos mais tradicionais, alegres e cheios de comida do País: a festa junina.

Sim, São João Batista virou tema até de música para celebrar a festança realizada no mês de junho em todo o País. Esse evento pertencente à cultura popular brasileira, recheado de comidas típicas e danças folclóricas, tem historicamente uma ligação religiosa e até mitológica.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Conheça mais da história do santo e da festa mais popular do Brasil, que carrega seu nome.

São João Batista e a festa popular

Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira é a reunião de eventos religiosos no mês de junho para celebrar três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antonio. Outra versão diz que o nome teria sido criado em homenagem apenas a São João, tanto que era denominada joanina.

Símbolos de São João Batista

Fogueira, símbolo de São João
Fogueira, símbolo de São João

A cultura popular europeia retirou da história de São João vários símbolos. Eles passaram a se mesclar com os tradicionais ritos de colheita remanescentes do culto a Adônis. Um dos símbolos mais importantes é a fogueira.

Por esse motivo, a fogueira, característica das festas de São João, tem seu fundamento na história do nascimento de João Batista. A madeira queimada pelo fogo era um sinal de Santa Isabel, mãe de São João, para Maria, mãe de Jesus.

A lenda diz que Santa Isabel foi à casa de Nossa Senhora e aproveitou para contar-lhe que dentro de algum tempo nasceria seu filho, que se chamaria João Batista. Nossa Senhora teria perguntado como poderia saber do nascimento da criança. Santa Isabel respondeu que acenderia uma grande fogueira para vê-la de longe e, assim, teria ciência do nascimento de João Batista.

São João Batista, o padrinho de Jesus

Em uma linguagem mais popular, São João Batista pode ser considerado “o cara“. Na Bíblia, está presente em quatro evangelhos. Foi o profeta considerado pelos cristãos como o precursor de Jesus Cristo, aquele que anunciou a chegada do Messias, além de ser primo e ter batizado o filho de Deus.

São João foi o primeiro apóstolo de Jesus Cristo. Falava sobre o amor e desenvolveu os frutos do dom do Espírito Santo escrevendo o seu evangelho.

O nascimento de João Batista foi previsto pelo profeta Jeremias. Ele dizia:

Antes de te formar no ventre materno, eu te escolhi. Antes que saísse do seio de tua mãe, eu te consagrei. Eu te constituí profeta entre as nações.

Essa profecia de Jeremias ressalta um ponto importante para os devotos de Nossa Senhora. São João Batista foi a primeira pessoa consagrada ao serviço de Jesus através de Maria.

História de São João

O pai de São João era Zacarias, um velho sacerdote judeu. A sua mãe, Isabel, era descendente de Arão.
Isabem era estéril e não poderia ficar grávida. Segundo o evangelho de Lucas, o anjo Gabriel contou a Maria que Isabel teria um menino. Maria e Isabel eram parentes.

Maria foi visitar Isabel. O Espírito Santo disse a Isabel que Maria seria a mãe de Jesus Cristo. Maria e Isabel agradeceram a Deus por abençoá-las. Maria ficou com Isabel por cerca de três meses. Depois, voltou para sua casa em Nazaré.
O filho de Isabel nasceu. Amigos e familiares achavam que o bebê deveria ter um nome igual ao do pai, Zacarias. Mas Isabel disse que o nome dele seria João. Todos ficaram surpresos.

As pessoas perguntaram a Zacarias qual deveria ser o nome do bebê. Zacarias ainda estava mudo, por ter duvidado do anjo Gabriel, e escreveu: “Seu nome é João“.

Então, Zacarias voltou a falar. Disse às pessoas que Jesus Cristo logo nasceria e que João iria preparar o povo para a chegada do Messias.

O divulgador da chegada do Messias

Quando era jovem, São João foi viver no deserto. Vestia pele de camelo, usava um cinto bem apertado de couro e se alimentava de gafanhotos e mel. Foi nessa época que ele começou a cumprir a sua missão: preparar o povo para a chegada do Messias.

São João pregava a palavra de Deus e batizava as pessoas no rio Jordão do perdão dos pecados. No Novo Testamento, consta que ele disse aos seus seguidores sobre Jesus: “Eis o Cordeiro de Deus, Aquele que tira o pecado do mundo” (Jo 1,29).

Foi então que Jesus chegou até João e pediu para ser batizado por ele. No momento do batismo, o céu se abriu e apareceu o Espírito de Santo em forma de pomba.

Prisão e morte de João Batista

São João foi preso na Galileia a pedido do governador Herodes, que disse a seus oficiais: “Ele é João Batista, que ressuscitou dos mortos. É por isso que os poderes agem nesse homem.”.

Herodes tinha mandado prender São João, amarrá-lo e colocá-lo na prisão. Ele tomou essa decisão por causa de Herodíades, a mulher do seu irmão, pois João dizia a Herodes: “Não é permitido você se casar com ela” (Mateus 14, 2-3-4).
No aniversário de Herodes, a filha de Herodíades dançou diante de todos e agradou o governador. ”Pressionada pela mãe ela disse: Dê-me aqui, num prato, a cabeça de João Batista”. “Depois, a cabeça de João foi levada num prato, foi entregue à moça, e esta a levou para sua mãe” (Mateus 14, 8-11). São João Batista foi morto no ano 27 da era Cristã.

Oração de São João

Ó Glorioso São João Batista,
príncipe dos profetas, precursor do divino Redentor,
primogênito da graça de Jesus e da intercessão da sua Santíssima Mãe,
que fostes grande diante do Senhor,
pelos estupendos dons da graça que maravilhosamente recebestes desde o seio materno,
e por vossas admiráveis virtudes, alcançai-me de Jesus,
ardentemente que com fé, a graça que necessito, lhe suplico… (peça a graça)
Alcançai-me também, meu excelso protetor,
singular devoção a Virgem Maria Santíssima,
que por amor de vós foi com pressa à casa de vossa mãe Isabel,
para serdes livre do pecado original e cheio dos dons do Espírito Santo.
Espero conseguir essa graça se for da vontade Divina, meu Santo protetor.
São João Batista, rogai por nós!

Dia de São João

São João Batista é o único santo, além de Nossa Senhora, de quem a liturgia celebra a festa no dia do seu nascimento. Em geral, a Igreja Católica festeja a data da morte, quando o santo vai para o céu.

O evangelho de Lucas (Lucas 1:36, 56-57) afirma que João nasceu cerca de seis meses antes de Jesus. Portanto, a festa de São João Batista foi fixada em 24 de junho, seis meses antes da véspera de Natal.

O dia de São João é celebrado pela religião católica com uma festa popular em 24 de junho. Já o seu martírio é lembrado em 29 de agosto.

São João, o padroeiro

São João Batista é padroeiro de duas cidades da Baixada Santista: Bertioga e Peruíbe. Nos municípios, todo dia 24 de junho é feriado para homenagear o primo de Jesus.

Arquibasílica Papal de São João de Latrão

 

A “mãe” de todas as igrejas do mundo é a Arquibasílica Papal de São João de Latrão. Ela é dedicada a São João Batista, primo e responsável pelo batismo de Jesus, e a São João Evangelista, apóstolo de Cristo e autor do evangelho.

Construída sob as ordens deo imperador Constantino, o Grande, durante o século IV, a Arquibasílica de São João de Latrão foi a primeira igreja construída em Roma. Ela é a mais importante das quatro basílicas maiores, além de ser a Catedral da capital italiana. O prédio abriga o trono papal.

O pórtico de dois andares na fachada principal da basílica data do século XVIII e, nesse local, o Papa dá a sua benção a cada Quinta-feira Santa. Na parte superior da fachada, imponentes estátuas de Cristo e dos santos dão as boas-vindas aos fiéis.

A igreja foi construída entre 314 e 335 e fundada pelo Papa Melquiades. Ela foi erguida em um terreno herdado pela mulher do Imperador Constantino, da família Laterani. Daí vem parte do nome “In Laterano” (do Latrão).

A Arquibasílica Papal de São João de Latrão fica na Piazza di San Giovanni in Laterano 4, em Roma. Abre diariamente das 9h às 18h.

Cantigas de São João

Há algumas cantigas muito famosas sobre o São João Batista, cantadas em seu dia, nas festas juninas pelo Brasil afora.
Listamos algumas delas para que você possa comemorar e celebrar seu dia:

Chegou a hora da fogueira

Autor: Lamartine Babo

Chegou a hora da fogueira
É noite de São João
O céu fica todo iluminado
Fica o céu todo estrelado
Pintadinho de balão
Pensando no caboclo a noite inteira
Também fica uma fogueira
Dentro do meu coração
Quando eu era pequenino
De pé no chão
Eu cortava papel fino
Pra fazer balão
E o balão ia subindo
Para o azul da imensidão
Hoje em dia o meu destino
Não vive em paz
O balão de papel fino
Já não sobe mais
O balão da ilusão
Levou pedra e foi ao chão

Olha pro céu meu amor

Autores: José Fernandes e Luiz Gonzaga

Olha pro céu meu amor / Vê como ele está lindo /
Olha prá quele balão multicor / Como no céu vai sumindo.
Foi numa noite igual a esta / que tu me deste o teu coração/
O céu estava em festa / porque era noite de São João /
Havia balões no ar / xote, baião no salão /
E no terreiro o teu olhar / que incendiou meu coração.

Sonho de papel

Autor: Alberto Ribeiro

O balão vai subindo/ Vem caindo a garoa/ O céu é tão lindo/ E a noite é tão boa/ São João, São João/ Acende a fogueira/ No meu coração.
Sonho de papel/ A girar na escuridão/ Soltei em seu louvor/ No sonho multicor/ Oh! Meu São João.
Meu balão azul/ Foi subindo devagar/ O vento que soprou/ Meu sonho carregou/ Nem vai mais voltar.

Capelinha de melão

(domínio público)

Capelinha de melão / É de São João /
É de cravo, é de rosa / É de manjericão.
São João está dormindo / Não me ouve não /
Acordai, acordai / Acordai, João.

Pula a fogueira

Autores: Getúlio Marinho e João B. Filho

Pula a fogueira, Iaiá
Pula a fogueira, Ioiô
Cuidado para não se queimar
Olha que a fogueira
Já queimou o meu amor
Nesta noite de festança
Todos caem na dança
Alegrando o coração
Foguetes, cantos e troca
Na cidade e na roça
Em louvor a São João
Nesta noite de folgueto
Todos brincam sem medo
A soltar seu pistolão
Morena flor do sertão
Quero saber se tu és
Dona do meu coração

Isto é lá com Santo Antônio

Autor: Lamartine Babo

Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimônio
São João disse que não!
São João disse que não!
Isto é lá com Santo Antônio!
Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimôni
o Matrimônio! Matrimônio!
Isto é lá com Santo Antônio!
Implorei a São João
Desse ao menos um cartão
Que eu levava a Santo Antônio
São João ficou zangado
São João só dá cartão
Com direito a batizado
Implorei a São João
Desse ao menos um cartão
Que eu levava a Santo Antônio
Matrimônio! Matrimônio!
Isso é lá com Santo Antônio!
São João não me atendendo
A São Pedro fui correndo
Nos portões do paraíso
Disse o velho num sorriso:
Minha gente, eu sou chaveiro!
Nunca fui casamenteiro!
São João não me atendendo
A São Pedro fui correndo
Nos portões do paraíso
Matrimônio! Matrimônio!
Isso é lá com Santo Antônio

COMPARTILHE