Santos

São Jorge: Um santo popular e guerreiro, na mesma medida!

São JorgeSão Jorge

São Jorge é um dos santos mais populares e queridos, não só pelo povo brasileiro, mas também por vários outros cantos do mundo.

Celebrado em abril no Brasil, sua popularidade dá-se pela fama de protetor e aguerrido padroeiro, misturando-se com grandes histórias interpretadas como milagres, e algumas delas até mesmo como lendas históricas.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Conheça um pouco sobre a história do conhecido santo de origem turca, mas que é celebrado em lares do mundo todo.

De onde vem a fama de guerreiro de São Jorge?

Nascido no século 3, em terras turcas, Jorge entrou para a carreira das armas quando mudou-se para a Terra Santa, junto com sua mãe, após o falecimento de seu pai que também era um militar.

Com seu temperamento combativo e muita dedicação, Jorge foi galgando cargos e conquistou a confiança do imperador Diocleciano, que o elegeu ao mais alto título da nobreza de suas terras.

Combatente cristão

Inconformado com a desigualdade entre o povo que o rodeava, Jorge se desfez dos seus bens, e conhecendo as reflexões do Evangelho cristão, resolveu dedicar-se a vivência do Evangelho. A postura contraditória, aos olhos do imperador e seus súditos, e a perseverança nas palavras de Jesus Cristo, levaram Jorge a ser torturado por muitas vezes, com o intuito de ter sua visão cristã transformada, mas ele não deixava de lado sua fé.

Após longos períodos de tortura, e ao se negar a renunciar sua fé diante do império, Jorge foi condenado a morte, suportando todo sofrimento pelo qual foi submetido, até ser finalmente decapitado.

Listamos outras curiosidades sobre São Jorge. Confira.

O surgimento de um mártir

Morto por sua fé e resistência, Jorge teve seu corpo recolhido e tido como relíquia pelos cristãos, que o levaram de volta para a terra onde nasceu. Lá, o primeiro imperador cristão, Constantino, em 313, mandou construírem uma igreja em honra a história de Jorge, que até então não era tido como um santo.

No século seguinte (V), já eram mais de cinco igrejas dedicadas ao aí então nomeado São Jorge, em Constantinopla. Sem contar as espalhadas pela Europa e demais templos criados no Egito. A canonização e oficialização de São Jorge na Igreja Católica ocorreu no ano de 484.

Conheça, também, a Igreja de São Jorge: as mais famosas do Brasil.

Uma benção que cruza terras e mares!

A história de São Jorge atravessou barreiras geográficas, e com o decorrer dos séculos e séculos, ganhou notoriedade em muitos cantos do mundo. Ele é padroeiro em diferentes localidades, em diversos vários países, como Inglaterra e Portugal, além de nomear diferentes cidades do Estados Unidos e da Europa.

No Brasil, ele protege as cidades de Rio de Janeiro e Ilhéus, como herança das tradições da colonização portuguesa. Por curiosidade, ele foi até mesmo adotado como padroeiro pelo time de futebol paulistano Corinthians, devido ao fato de nomear a então rua e bairro onde a sede social do time fora construída na época.

Data de Celebração de São Jorge

Só no Brasil, mais de 15 igrejas levam o nome do Santo. No Rio de Janeiro, a igreja construída em seu nome, no centro antigo da cidade, atrai milhares de fiéis durante todo o ano, e em especial os que celebram o dia 23 de abril, que acabou se tornando feriado municipal, em homenagem ao dia do santo guerreiro.

São Jorge é um dos mais famosas santos no Brasil. Conheça a lista com os principais Santos Católicos.

Entre as lendas e curiosidades

Há inúmeras lendas ao redor de São Jorge. Quer descobrir seus significados?

O temido dragão

A construção da lenda do dragão e São Jorge se dá a história de que o santo teria salvo uma cidade dos sacrifícios impostos pelo dragão Stihdjia, que na época estava negando o consumo de água pelos habitantes de sua terra. Por conta do milagre, as pessoas teriam abandonado o paganismo, e partido para a prática da fé cristã.

Cruz Vermelha

A cruz vermelha só foi associada ao santo no começo do século 12, quando a Inglaterra a adotou como sua bandeira. O símbolo foi criado durante a Primeira Cruzada realizada pelo país.

Mas, você deve estar se perguntando: e o cavalo branco?

Durante as cruzadas, os cavalos brancos eram considerados animais valiosos, relacionados aos soberanos, denotando poder e soberania aos guerreiros. São Jorge era um deles!

Inspiração nas artes

A história de São Jorge comove os povos até hoje, e até mesmo alguns artistas, fiéis à sua trajetória e poder, produzem obras inspiradas nesse sentimento combatente e perseverante, estimulado pelo santo.

Caetano Veloso, Jorge Bem Jor (que tem o nome artístico inspirado no santo), e o cantor Seu Jorge, grandes nomes da música popular brasileira, são criadores de produções que homenageiam e perpetuam da história de um santo tão estimado. Até tema e nome de novela o santo já foi.

Oração de São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de Jorge, para que meus inimigos tenham pés e não me alcancem, tenham mãos e não me toquem, tenham olhos e não me vejam, e nem em pensamento eles possam me fazer mal.

Armas de fogo, o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar, porque estou sob as armas de Jorge.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com força e grandeza.
E que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos.

Assim seja!

Conheça outras orações de São Jorge.

 

COMPARTILHE