Santos

São Patrício: conheça o santo padroeiro da Irlanda

sao patriciosao patricio

Jovem rebelde britânico, que de escravo se tornou Padroeiro da Irlanda e da Irlanda do Norte, Patrício, realmente, não foi um homem ordinário. E as histórias que cercam São Patrício são ainda mais extraordinárias.

Pelos menos religiosos ele é lembrado pelo famoso chopp verde, servido nas comemorações. Para os que vivem mais a religião, é aquele que expulsou as cobras da Irlanda e foi responsável pela conversão dos irlandeses pagãos na Idade Média.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Curioso para saber o que fez com que esse jovem se tornasse o santo mais aclamado em terra celta? Então, leia esse artigo até o fim e descubra a verdade sobre esse santo.

Quem foi São Patrício

De família britânica, rural cristã, Patrício foi um jovem rebelde, desprendido e que não temia às autoridades. Um verdadeiro playboy inglês, tinha posses, privilégios, escravos e pouco ligava para a fé e para os menos favorecidos.

Por esse seu espírito aventureiro e de liberdade, acabou sendo alvo de piratas irlandeses que o capturaram, aos 16 anos. Foi nesse momento que sua vida começou a mudar.

Ele acabou vendido como escravo na Irlanda e buscou na religião uma forma de escapar do sofrimento. Por lá, trabalhou como pastor por seis anos, até conseguir fugir em um navio pirata.

Refugiou-se no mosteiro em Gália (atual França) e estudou sob orientação do santo bispo Germano, consagrando-se Bispo alguns anos depois. Mas tinha na cabeça um apelo divino para voltar e pregar o evangelho de Cristo na Irlanda. E assim aconteceu.

O persistente

Patrício voltou às terras irlandesas com o objetivo de combater as ideias de Pelágio, consideradas heréticas e introduzir o cristianismo aos gaélicos. Por lá, construiu muitos templos e introduziu o latim como língua da igreja.

O trabalho não foi fácil e durante sua missão apostólica teve que enfrentar muitos “desgastes e dor”. Mas valeu a pena. A empreitada de São Patrício e seus companheiros é considerada a mais bem-sucedida jornada missionária em toda a história da Igreja.

Apesar de todo o reconhecimento que tem hoje, Patrício ficou por séculos esquecido pelos irlandeses, só se tornando extremamente popular após a sua morte.

Hoje o santo é amplamente venerado por católicos, ortodoxos, anglicanos e luteranos. Considerado padroeiro da Irlanda e da Irlanda do Norte é reclamado pelos cristãos que desejam se proteger de bruxarias e de infortúnios.

Orações de São Patrício

Extremamente popular entre os cristãos, existem diversas orações em seu nome. Uma das mais famosas é a “Couraça de São Patrício”, um pedido de proteção contra magias e sentimentos negativos.

Pequena Proteção e Exorcismo-São Patrício
Eu me ligo ao poder de Deus para me guiar,
Ao Poder de Deus para me defender,
A Sabedoria de Deus para me ensinar,
Olho de Deus para cuidar de mim,
Orelha de Deus para me ouvir,
O caminho de Deus para prosseguir diante de mim,
O escudo de Deus para abrigar-me,
O exército de Deus para me proteger,
contra as ciladas dos demônios,
contra as seduções dos vícios,
contra os desejos da natureza,
contra todos que desejam prejuízo para mim,
se longe ou perto, poucos ou muitos, estou na proteção de Deus. Amém!

Oração de São Patrício contra inimigos

Outra oração muito popular e que tem enorme poder de proteção contra inimigos dos mundos físico e espiritual, é essa:

Oração de Libertação de São Patrício
Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força, pela invocação da Trindade,
Pela fé na Tríade,
Pela afirmação da unidade
Do Criador da Criação.
Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força do nascimento de Cristo em Seu batismo,
Pela força da crucificação e do sepultamento,
Pela força da ressurreição e ascensão,
Pela força da descida para o Julgamento Final.
Levanto-me, neste dia que amanhece,
Pela força do amor dos Querubins,
Em obediência aos Anjos,
A serviço dos Arcanjos,
Pela esperança da ressurreição e da recompensa,
Pelas orações dos Patriarcas,
Pelas previsões dos Profetas,
Pela pregação dos Apóstolos
Pela fé dos Confessores,
Pela inocência das Virgens santas,
Pelos atos dos Bem-aventurados.
Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força do céu:
Luz do sol,
Clarão da lua,
Esplendor do fogo,
Pressa do relâmpago,
Presteza do vento,
Profundeza dos mares,
Firmeza da terra,
Solidez da rocha.
Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força de Deus a me empurrar,
Pela força de Deus a me amparar,
Pela sabedoria de Deus a me guiar,
Pelo olhar de Deus a vigiar meu caminho,
Pelo ouvido de Deus a me escutar,
Pela palavra de Deus em mim falar,
Pela mão de Deus a me guardar,
Pelo caminho de Deus à minha frente,
Pelo escudo de Deus que me protege,
Pela hóstia de Deus que me salva,
Das armadilhas do demônio,
Das tentações do vício,
De todos que me desejam mal,
Longe e perto de mim,
Agindo só ou em grupo.
Conclamo, hoje, tais forças a me protegerem contra o mal,
Contra qualquer força cruel que ameace meu corpo e minha alma,
Contra a encantação de falsos profetas,
Contra as leis negras do paganismo,
Contra as leis falsas dos hereges,
Contra a arte da idolatria,
Contra feitiços de bruxas e magos,
Contra saberes que corrompem o corpo e a alma.
Cristo guarde-me hoje,
Contra veneno, contra fogo,
Contra afogamento, contra ferimento,
Para que eu possa receber e desfrutar a recompensa.
Cristo comigo, Cristo à minha frente, Cristo atrás de mim,
Cristo em mim, Cristo embaixo de mim, Cristo acima de mim,
Cristo à minha direita, Cristo à minha esquerda,
Cristo ao me deitar,
Cristo ao me sentar,
Cristo ao me levantar,
Cristo no coração de todos os que pensarem em mim,
Cristo na boca de todos que falarem em mim,
Cristo em todos os olhos que me virem,
Cristo em todos os ouvidos que me ouvirem.
Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força, pela invocação da Trindade,
Pela fé na Tríade,
Pela afirmação da Unidade,
Pelo Criador da Criação.

As comemorações do dia de São Patrício

É muito comum ver diversas celebrações do dia de São Patrício com pessoas vestindo verde e tomando cerveja da mesma cor.

Porém, o St. Patrick’s Day, como é popularmente chamado, não é uma comemoração de origem irlandesa. Não dessa forma. Esse é um hábito americano da mais uma bem-sucedida máquina de entretenimento!

Mas sua origem tem fundamento, já que são milhões de americanos com ancestralidade irlandesa.

Por volta do século XIX, os imigrantes irlandeses que viviam nos Estados Unidos, principalmente em Boston e Nova York, começaram a comemorar o dia do padroeiro da Irlanda, como forma de lembrar e referenciar seu país.

Por algumas décadas, a celebração era bem religiosa e local, restrito aos bairros de imigrantes e tinha na fé a principal razão de ser.

Entretanto, no final do século XX, a festa se expandiu nacionalmente, tomando conta de pubs e formando paradas nas ruas de costa a costa. A partir disso, não parou mais de crescer, cruzou fronteiras e, hoje, faz parte do calendário festivo de muitos países ao redor do mundo. Inclusive na própria Irlanda.

Novena: o que é e como rezar.

Dia de São Patrício

O dia do padroeiro da Irlanda é comemorado em 17 de março e virou uma atração cultural na Irlanda.

Outras pequenas curiosidades

  • A história popular de que São Patrício teria expulsado as cobras da Irlanda é, uma grande metáfora que representa sua luta para acabar com o paganismo. Cientificamente falando, geólogos apontam que isso seria impossível acontecer de fato, pois era improvável que as cobras chegassem à Irlanda por conta das águas geladas da região;
  • O verde, tão relacionado à sua figura não tem nada a ver com o santo, e sim com a Irlanda. A cor é símbolo do país devido à variedade de tons de verde presente nas paisagens locais. Em tempos antigos, a cor associada à São Patrício era o azul;
  • Relatos contam que o patrono irlandês usou um trevo de três folhas, que hoje é símbolo do país, para explicar o mistério da Santíssima Trindade;
  • Em todo dia 17 de março, o rio da cidade de Chicago é pintado de verde como forma de homenagear o santo;
  • Mesmo com todo esforço e trabalho missionário no país, existe apenas um único registro escrito pelo santo, encontrado apenas mil anos após a sua morte. Os registros são narrativas do tempo em que passou evangelizando os pagãos;
  • Um trecho do testemunho diz: “Após chegar a Irlanda, eu pastoreava as ovelhas diariamente, e rezava diversas vezes ao dia – o amor de Deus e o respeito a Ele cresciam mais e mais, e minha fé se fortalecia. E meu espírito foi tocado de modo que, em um único dia, eu fazia cerca de cem orações, e mais cem à noite, mesmo quando estava nos bosques e na montanha. E antes da aurora eu me levantava para orar, e mesmo que nevasse, estivesse frio ou chovendo, nada me atingia”;
  • A Irlanda é, hoje, considerada um dos países mais católicos do mundo, mas até 200 anos depois da morte de São Patrício, os cultos pagãos ainda aconteciam com muita frequência no país.

Gostou dessa história cercada de curiosidades sobre São Patrício? O que mais te surpreendeu por aqui? Deixe o seu comentário.

Eucaristia: entenda a importância e o significado desse sacramento

COMPARTILHE