Turismo religioso

Turismo religioso em Salvador: o que fazer pela cidade

turismo religioso em salvadorturismo religioso em salvador

A Bahia é possivelmente um dos estados brasileiros que mais possuem igrejas e pontos marcantes para a fé cristã. Berço da colonização Portuguesa e povoada por diversas nacionalidades, possui características multiculturais que fazem de sua arte sacra um atrativo único. Principalmente na capital, cujo Turismo Religioso em Salvador atrai fiéis e apaixonados pela arte do mundo inteiro.  Confira abaixo alguns dos pontos que fazem do turismo nesta cidade inesquecível.

História de Salvador

Fundada pelos colonizadores portugueses como o vilarejo de São Salvador da Bahia de Todos os Santos, Salvador é a capital do estado da Bahia, situada no nordeste do Brasil. Historicamente, a cidade é conhecida em todo o mundo pela sua gastronomia, música, festas típicas e arquitetura  que reúnem elementos europeus com a influência da cultura africana que foi trazida pelos escravos ao país.

Quem é o seu Anjo da Guarda? Descubra gratuitamente

Os anjos da guarda são seres divinos designados a nos guardar e proteger de todos os males que a vida terrena pode nos oferecer.


Acreditamos que eles foram criados para serem um intermédio entre os humanos e o divino.

SABER O MEU »

Salvador é considerada uma das cidades mais antigas da América e uma das primeiras cidades planejadas do mundo, tendo em vista que sua fundação ocorreu no ano de 1549, ainda no período Renascentista, por Tomé de Sousa, militar português que ficou conhecido por ser o primeiro governador do Brasil.

Turismo Religioso em Salvador: um destino ideal

Por se tratar de um local repleto de terrenos íngremes, seu planejamento foi pensado de modo que a construção acompanhasse a topografia acidentada dos terrenos, o que resultou em uma cidade baseada em ladeiras, que as dividem entre cidade baixa e cidade alta.

Seu Centro Histórico, localizado aos redores do Largo do Pelourinho, é conhecido pela arquitetura portuguesa colonial com monumentos que datam do século XVII até o século XX, foi declarado Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1985.

A cidade também está no Guiness Book como o palco do maior carnaval de rua do mundo, além de deter o título de “Cidade da Música”, concedido pela UNESCO.

Turismo religioso em Salvador: o que visitar?

Igreja e convento de São Francisco

Próxima ao Pelourinho, a igreja e o Convento de São Francisco são considerados símbolo das Maravilhas do Barroco Português no mundo. Construídos entre os séculos XVII e XVIII, a decoração de ambos os prédios possui uma grande importância histórica para a cultura de Portugal, tendo em vista que suas paredes estão repletas de azulejos portugueses, cujas ilustrações representam a antiga cidade de Lisboa, antes do terremoto de 1775, que praticamente destruiu Portugal. A igreja ainda conta com painéis e um altar banhando a ouro.

A Igreja de São Francisco fica na Rua da Ordem Terceira, Pelourinho, Centro Histórico, e está aberta para visitantes todos os dias, das 9h às 17h. Para entrar é necessário contribuir com o valor simbólico de R$5,00 que é destinado para a manutenção do local.

Conheça o TOP 10 Igrejas mais bonitas do Brasil.

Igreja de Nossa Senhora de Rosário dos Pretos

O turismo religioso em Salvador possui algumas particularidades que os turistas dificilmente encontrarão em outros locais do mundo, como a existência de igrejas cujo propósito inicial era exclusivamente destinado à segregação entre escravos e cidadãos.

Este é o caso da Igreja de Nossa Senhora de Rosário dos Pretos, uma capela construída por escravos Africanos do século XVII que haviam se convertido ao catolicismo, mas, tendo em vista suas condições, não podiam entrar nas igrejas dos brancos.

Entre as características do prédio estão elementos da cultura africana em sua decoração, que além de promover o diálogo intercultural, servem como registro histórico para a origem do povo brasileiro.

As missas celebradas em Nossa Senhora de Rosário dos Pretos também atraem muitos curiosos, graças aos instrumentos africanos, como atabaques e tambores, que são utilizados durante para entoar os cânticos e hinos.

Os interessados podem conferir a igreja, localizada no Largo do Pelourinho, nº25, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Aos sábados, o local fica aberto até às 12h. A entrada custa R$2,00.

Conheça os destinos religiosos mais procurados no Brasil e no Mundo.

Igreja da Ordem Terceira do Carmo

Mesclando elementos góticos com a arquitetura barroca, a Igreja da Ordem Terceira do Carmo é um dos principais pontos de turismo religioso em Salvador. Ela abriga a imagem em cedro do Senhor Morto, uma estátua de Jesus Cristo deitado após o Calvário que é ornamentada com duas mil pedras de rubi. A imagem foi esculpida em 1730 pelo escravo Francisco da Chagas, conhecido como “Aleijadinho baiano”.

A fachada do prédio é um cartão postal, cujas escadarias se tornaram o palco tradicional dos formandos das universidades baianas.  A igreja está localizada na Rua do Carmo, no Carmo e está aberta para visitadas de segunda a sexta, das 7h às 17h. Aos sábados, até às 12h. A entrada é gratuita.

Basílica de Salvador

Construída em 1657, a Basílica de Salvador foi a quarta catedral construída na cidade. Além da arquitetura barroca, o prédio está repleto de esculturas de cedro, além de paredes e altar banhados a ouro. Lá também são celebradas algumas das principais missas da cidade.

A catedral possui uma taxa de visitação aos sábados e domingos, das 8h às 18h, com taxas de visitação de R$ 5,00, exceto em horários de missa, quando sua entrada é franca. A Basílica está localizada na Praça do Terreiro de Jesus, no Pelourinho.

Venerável Ordem Terceira São Domingos Gusmão

Em frente a Basílica de Salvador, no Pelourinho, também está localizada a Ordem Terceira de São Domingos Gusmão. Uma igreja construída no século XVIII, cuja fachada possui traços da arquitetura rococó com interior no estilo neoclássico europeu. Esta decoração substituiu o estilo original da capela, que originalmente possuía paredes talhadas com arte barroca. Ela pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, com taxa de visitação de R$5,00.

Festas religiosas no Brasil: comemore as festividades mais famosas.

Dicas para aproveitar o turismo Religioso em Salvador

Fazer turismo religioso em Salvador é diferente de viagens convencionais, por isto, opte por organizar a sua visita durante um período fora de época, tendo em vista que a cidade é tomada pelos blocos de carnaval entre a temporada de janeiro e fevereiro, de modo que a visitação de alguns pontos turísticos fica limitada em decorrência das festas.

Dê preferência para a temporada de julho, quando a temperatura é amena e o movimento menor. Principalmente em regiões como o Pelourinho, é indicado que os passeios sejam feitos a pé. Deste modo os visitantes poderão aproveitar a arquitetura da região que também compõem a graça destas igrejas.

Conheça também a Festa de São Sebastião: o protetor dos jovens soldados.

COMPARTILHE